Publicidade

Edilson Silva comemora decisão que anula venda do terreno do Cais José Estelita

Deputado Edilson Silva (Foto: Roberto Soares)

Decisão judicial que anulou o leilão do terreno do Cais José Estelita, no centro histórico do Recife, foi comemorada pelo deputado Edilson Silva (PSOL) durante a Reunião Plenária desta segunda (30). Uma sentença da Justiça Federal invalidou a compra da área pelo Consórcio Novo Recife na última sexta (27), e impede o polêmico projeto de construção de torres empresariais e residenciais no Cais, assim como em todo o entorno do Forte das Cinco Pontas.

Silva elogiou a Justiça e o Ministério Público Federal, que moveu a ação contra o consórcio integrado pelas construtoras Moura Dubeux, Queiroz Galvão, Ara Empreendimentos e GL Empreendimentos. O parlamentar destacou a luta dos movimentos sociais que ocuparam o terreno há um ano e meio e impediram a demolição de armazéns no local. “Muito me orgulham aqueles jovens que, com seus corpos, defendem a história e o patrimônio do povo do Recife”, declarou.

O deputado do PSOL lembrou que uma investigação da Polícia Federal já havia apontado indícios de fraude no leilão da área, e afirmou que procedimentos de reintegração de posse contra os manifestantes – no período de ocupação – “defendiam a ilegalidade”.

Silva ainda criticou a postura da Prefeitura do Recife e da Câmara Municipal, “que se curvaram diante do poder econômico”. “Ninguém viaja à Europa para observar arranha-céus e torres recém-construídas. O patrimônio histórico e cultural da nossa cidade é o que o Recife tem de único, e não pode ser entregue ao apetite das construtoras”.

Alepe

Comentários

Publicidade