Publicidade

Fernando Bezerra Coelho comemora sinalização do governo em reaquecer relações bilaterais entre Brasil e EUA

Senador Fernando Bezerra Coelho (Foto: Assessoria)

O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) fez um pronunciamento nesta segunda-feira (15), na Tribuna do Senado, comemorando o fato do governo federal ter acenado para reaproximar as relações comerciais do Brasil com os Estados Unidos. Titular da Comissão de Assuntos Econômicos e segundo secretário da Frente Parlamentar Mista Brasil-EUA, o parlamentar destacou que, no próximo dia 30, a presidenta Dilma estará em Washington (EUA) e esta será uma grande oportunidade para fortalecer as parcerias bilaterais já existentes e firmar novos acordos entre os dois países, especialmente em setores como tecnologia e energias alternativas.

“Enquanto fraquejam o consumo e o investimento, enquanto o setor público corta gastos, o caminho da exportação permanece aberto. Trilhá-lo nos renderá diversos benefícios”, afirmou o senador. “Exportar cria empregos, induz investimentos, ajuda a equilibrar o balanço de pagamentos e a estabilizar o câmbio. É hora de fazer um esforço para dinamizar a corrente de comércio exterior, restituindo os resultados positivos da balança comercial, que vinha registrando resultados deficitários”, completou Fernando Bezerra.

O senador lembrou que Brasil e Estados Unidos são as duas maiores democracias do continente americano e participam da Organização Mundial do Comércio, Organização dos Estados Americanos, G8+5 e G20. No plano comercial, a movimentação entre os dois países, em 2014, alcançou a cifra de 62 bilhões de dólares.

Fernando Bezerra Coelho defendeu, durante o pronunciamento, a revisão da Cláusula 32 do Conselho de Mercado Comum (CMC), que não permite que países do Mercosul assinem acordos sem o consentimento prévio do bloco. "Essa cláusula, de claro teor protecionista, tem nos custado a perda de inúmeras oportunidades", observou o senador.

Assessoria de Imprensa Senador Fernando Bezerra Coelho

Comentários

Publicidade