segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Suspeito de matar cabo da PM em Penedo é encontrado morto em SE


Adolescente de 17 anos estava escondido em Neopólis, Sergipe. Ele é natural de Penedo, AL, e vinha sendo procurado pela polícia (Foto: Divulgação/PM de Sergipe)

Um dos suspeitos de matar o cabo da Polícia Militar Manoel Messias dos Santos, de 47 anos, com um tiro no pescoço no bairro Raimundinho, na área central da cidade histórica de Penedo, foi encontrado morto em um canavial localizado na cidade de Neópolis, em Sergipe, no domingo (25). O suspeito foi identificado apenas como Wiliam e tinha 17 anos.

De acordo com informações do sargento Soares, da 2ª Companhia Independente de Neópolis (2ª CIA/2º BPM), o adolescente foi encontrado na manhã de domingo com marcas de disparos de arma de fogo após os policiais militares receberam uma denúncia anônima que havia um corpo em um canavial próximo à rodovia que dá acesso a Aracaju, também em Sergipe.

"O adolescente é natural de Penedo e morava com a mãe, mas estava escondido há cinco dias na casa do pai dele em Neopólis, pois estava sendo procurado pela polícia. Ele foi reconhecido através de imagens de uma câmera de segurança na região que flagrou o momento do crime", disse Soares.

Ainda segundo o sargento, após os peritos que estiveram no local examinarem o corpo do jovem, foi constatado que ele já estava morto há aproximadamente três dias. "Não sabemos se ele foi morto no canavial, podem ter assassinado em outro local e deixado ele aqui. Mas o caso será investigado", explicou o sargento.

Entenda o caso
O cabo Polícia Militar Manoel Messias dos Santos, 47, foi assassinado no dia 16 de janeiro deste ano com um tiro no pescoço no bairro Raimundinho, na área central da cidade histórica de Penedo. O militar foi perseguido por um homem armado em uma rua. Ele foi baleado e os suspeitos fugiram do local do crime.

No dia seguinte, foi divulgado um vídeo que motra o momento exato em que o militar é assassinado. As imagens são do sistema de monitoramento de segurança instalado em uma residêcia na rua onde aconteceu o crime.

G1 AL

Nenhum comentário:

Postar um comentário