terça-feira, 3 de setembro de 2019

Relator da Lava-Jato nega a Lula acesso a diálogos de Deltan


O desembargador Gebran Neto, relator da Lava-Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, assina nesta terça-feira uma dura decisão contra o ex-presidente Lula, que tentava obter acesso às mensagens do Telegram de Deltan Dallagnol, roubadas pelos hackers de Araraquara, de modo a orientar sua devesa.

Para Gebran, o material não tem validade nem pode ter considerada sua “qualidade”:

“Deve ser assinalado que a sentença, cujas apelações pendem de exame nesta Corte, não foi proferida pelo magistrado cuja imparcialidade se procurar arranhar nas notícias jornalísticas, bem como que o exame que se fará decorre recai sobre os argumentos da partes e sobre as provas que estão encartadas nos autos, e não sobre pretensos diálogos interceptados ilegalmente que em nada contribuem para o deslinde do feito”, diz Gebran.

“ Por todo esse conjunto de fatores, sobretudo pela ilegalidade da obtenção do material e, por isso, sendo impossível o seu aproveitamento pela sua ilicitude, não há como acolher a pretensão da defesa”, complementa.

Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário