domingo, 9 de setembro de 2018

“As estradas estão tomadas pelo medo e por buracos”, afirma Armando ao anunciar plano emergencial de obras


No pique da maratona que faz por 15 municípios do Sertão, o candidato a governador Armando Monteiro (PTB) sente na pele as consequências da situação de abandono das principais estradas de Pernambuco, uma queixa que tem ouvido com frequência da população, por todos os lugares por onde passa.

“O mais grave é que as estradas esburacadas tornaram a população um alvo fácil dos bandidos. As pessoas andam apavoradas, com medo de acidentes, de cair nos buracos, mas também dos assaltos”, afirmou Armando, ao conversar com motoristas na PE-275, que cruza os sertões do Pajeú e do Moxotó, entre Sertânia e a fronteira com a Paraíba.

Para resolver este gravíssimo problema, Armando Monteiro anunciou em São José do Egito, um plano emergencial para os primeiros 100 dias de governo, com o objetivo de recuperar as via mais importantes do Estado. “Não vamos mais permitir que o Estado abandone suas estradas como vem acontecendo há quase quatro anos. O atual governo está acabando e vamos tocar obras emergenciais para resolver esse problema”, disse. “Vamos garantir a segurança das pessoas e melhorar a circulação delas, inclusive para que a economia volte a crescer e tenhamos novamente a geração de emprego e renda”, salienta Armando.

Os candidatos a senador na chapa de Armando Monteiro, Mendonça Filho e Bruno Araújo, criticaram a falta de compromisso do atual governo com a infraestrutura do Estado. “Já prometeram fazer a obra e nada”, lamentou Mendonça. “Pernambuco não cresce por falta de infraestrutura e investimento”, diz Bruno. Os três estiveram neste sábado em caminhadas pelas feiras e ruas comerciais de Afogados da Ingazeira e São José do Egito, onde foram recebidos pelo ex-deputado José Marcos Lima, antes de seguir para a procissão da padroeira de Serra Talhada, cujo prefeito, Luciano Duque, do PT, apoia Armando.

Por assessoria da Coligação


0 comentários:

Postar um comentário