sexta-feira, 18 de maio de 2018

SJDH e Procon/PE abrem investigação para apurar conduta da Celpe por fim de convênio com lotéricas

O órgão de defesa do consumidor recebeu inúmeras queixas nos últimos dias com relação ao término do convênio da Companhia com as agências lotéricas

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), por meio do Procon/PE, em razão do alto número de queixas recebidas pelo órgão de defesa do consumidor nos últimos dias relacionadas ao término do convênio da Celpe com as agências lotéricas da Caixa Econômica Federal (CEF), instaurou nesta quinta-feira (17/05) uma investigação para apurar a situação junto à empresa que terá 10 dias para apresentar esclarecimentos.

A SJDH constatou que os pontos de recebimento disponíveis atualmente não são suficientes para o atendimento da gama considerável de consumidores da Companhia Energética e que a atual situação acarretará, fatalmente, em um alto nível de inadimplemento dos usuários e, consequentemente, a incidência de penalidades à população, como a aplicação de juros e a interrupção da prestação dos serviços.

O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, explica que não pode obrigar a Celpe a renovar o contrato com o agente bancário, mas é preciso que a Companhia crie mais postos de recebimento e/ou apresente os já existentes à população. “O fim do convênio repercute diretamente no dia a dia de milhares de pernambucanos” acrescenta.

Imprensa Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco


0 comentários:

Postar um comentário