Publicidade

SEMAS-PE capacita municípios sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR)

Foto: Patrícia Correia

Começou na segunda-feira (04/05) em São Joaquim do Monte, no Agreste, o primeiro de uma série de cursos sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR) nos municípios pernambucanos. Gestores públicos e representantes de sindicatos dos trabalhadores rurais das cidades de Agrestina, Ibirajuba, Lagoa dos Gatos e do município que está sediando começaram a aprender sobre a origem do cadastro e a legislação específica que institui o levantamento dos imóveis rurais. Durante uma semana, eles vão aprender todos os detalhes que envolvem a realização do cadastro, inclusive com uma aula prática de um cadastramento na área rural de São Joaquim do Monte. O curso, elaborado pelo coordenador do CAR em Pernambuco e Gerente de Proteção da Mata Atlântica e da Biodiversidade da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS), Josemario Lucena, tem 40 horas de duração e foi pensado num formato mais prático e informativo. “Um curso detalhado deixa os participantes mais habilitados porque eles vão ver como se dá o processo, como usa o GPS, como usa o sistema que é utilizado pra fazer o cadastro e colocar em prática”, afirma Josemario. O início do curso contou também com o apoio do analista ambiental da CPRH, Orieldo Moura.

O Secretário de Meio Ambiente de Agrestina, Wlademir Félix, é um dos participantes do treinamento e revela que ainda falta muita informação aos agricultores sobre o Car. “A gente tem que se informar pra repassar pra eles e ajudar a fazer porque se não eles nem sabem que é obrigatório”, disse Wlademir. O município de Agrestina tem cerca de 25 mil habitantes e a maioria de quem se dedica a agricultura é de pequenos produtores agrícolas. “A gente tem um programa de rádio chamado ´A voz do trabalhador`, que vai ajudar a divulgar e informar para os agricultores do Car” , afirma Severino dos Ramos e Silva, que é secretário de organização e formação do sindicato dos trabalhadores rurais de Agrestina. O técnico em agropecuária de Ibirajuba, Aílton Rodrigues, revela que estava esperando um treinamento para começar a fazer. “São muitos detalhes que a gente tem que aprender direitinho pra fazer certo” , disse ele.

CAR - O Cadastro Ambiental Rural é um registro eletrônico, obrigatório para todos os imóveis rurais, que pretende integrar as informações ambientais referentes à situação das Áreas de Preservação Permanente (APP), Áreas de Reserva legal, Florestas e remanescentes de vegetação nativa, àreas de Uso Restrito e das Áreas consolidadas das propriedades rurais do País. Criado pela Lei 12.651/2012 do Sistema Nacional de Informação sobre o Meio Ambiente (SINIMA), o CAR servirá como uma base de dados para o controle, monitoramento e combate ao desmatamento das florestas e demais formas de vegetação nativa do Brasil, assim como para um planejamento ambiental dos imóveis rurais. Os proprietários rurais tem até maio de 2016 para efetivar o cadastro, e sem ele, por exemplo, não poderão obter crédito rural.

A Semas pretende realizar durante todo o ano mais de trinta cursos, envolvendo representantes públicos e da sociedade civil de todos os municípios de Pernambuco. Em cada capacitação as prefeituras envolvidas podem enviar até 4 pessoas, sendo eles representantes das secretarias de meio ambiente ou agricultura da prefeitura e dos representantes dos trabalhadores rurais, até formar turmas de 25 alunos. As capacitações, coordenadas pela SEMAS, contam com o apoio de técnicos do Instituto de Pesquisas Agronômicas (IPA), da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) e do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe) e tem a parceria da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE) na articulação dos municípios.

SEMAS-PE

Comentários

Publicidade