segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Estudantes da rede estadual de ensino de Pernambuco estão entre selecionados do Programa Jovens Embaixadores

Alunos embarcam em janeiro de 2015 para os Estados Unidos, após passarem por várias fases de seleção, todas em inglês.

As alunas Laura Aurora de Melo Santana, 17 anos, da Escola de Aplicação Professora Ivonita Alves Guerra, de Garanhuns, e Natália Pereira Gomes, 18 anos, da Escola Técnica Estadual (ETE) Almirante Soares Dutra, localizada em Recife, foram selecionadas pelo Programa Jovens Embaixadores para compor o grupo de 50 estudantes de todos os estados brasileiros que viajarão em janeiro de 2015 para os Estados Unidos.

O resultado final do concurso foi divulgado na segunda-feira passada (27) pela embaixada dos Estados Unidos que, há 13 anos, promove o programa. De 9 a 31 de janeiro, eles passarão pela capital dos EUA, Washington, DC, e depois, serão divididos em grupos e enviados para diferentes cidades americanas onde ficarão hospedados em casas de famílias voluntárias.

Durante as três semanas os jovens participarão de atividades de voluntariado e de e reuniões com autoridades do governo norte-americano e representantes de ONGs, além de visitar escolas e projetos sociais. Como representantes da juventude brasileira nos Estados Unidos, farão também apresentações sobre o país, sua cultura e seu povo. No final da viagem, eles apresentarão um plano de ação na área de voluntariado para ser implementado em suas comunidades após o retorno ao Brasil.

Para Natália Gomes, a classificação é a realização de um sonho, conquistado com muito esforço e dedicação. “Já havia tentado no ano passado, mas não consegui ser aprovada na prova escrita. Foi um ano inteiro de estudos, e como estou no 3º ano, sabia que essa era a última oportunidade que eu tinha. Agora espero aprender muito lá fora durante essa viagem, porque será uma troca de experiências com outras culturas. Também pretendo me empenhar nos trabalhos voluntários. Tenho o plano de um dia criar um espaço de artes para crianças e adolescentes na minha comunidade da Mirueira, em Paulista”, destacou a estudante do curso técnico de nutrição.

Já Laura Santana lembrou que todo processo seletivo é minucioso. “Passamos por várias fases de seleção. Todas em inglês. Eu sempre gostei muito de inglês, estudava na escola e fiz curso. Mesmo assim, passar pela prova oral foi uma das etapas mais difíceis do processo. É a primeira vez que vou viajar para fora do país e espero trazer muitas experiências boas”, declarou.

Ascom Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário