sábado, 26 de janeiro de 2019

Armando Monteiro fica na política. Mas não revela futuro

Armando Monteiro em conversa com Assis Ramalho - Foto/arquivo BlogAR

A cinco dias do término do seu mandado, o senador Armando Monteiro Neto garantiu que não deixará a política, como oposicionistas têm comentado em reserva. Em nota, o petebista chamou de “especulações” as informações às quais a coluna teve acesso sobre sua eventual aposentadoria após duas derrotas seguidas para governador. O parlamentar adiantou que vai intercalar a vida pública com atividades privadas a partir de fevereiro. Em seguida, foi para cima dos que falam dele nas sombras. “A fonte, portanto, carece de idoneidade”, cravou.

“Devido ao resultado do processo eleitoral de 2018, estarei, a partir de 1º de fevereiro, circunstancialmente, sem mandato. Ainda que, a partir de agora, me dedicando também à atividade privada, não vou me ausentar da vida pública. Estaremos ao lado dos companheiros que integram as forças de oposição no estado e participaremos das próximas eleições de 2020, apoiando os candidatos ao pleito em todas as regiões do estado”, afirmou o senador, na nota.

No entanto, quando questionado qual seu roteiro após deixar a Casa Alta, e se irá mesmo passar um tempo em Portugal, Armando deu uma resposta evasiva, por meio de sua assessoria, repetindo, basicamente, o que já havia dito na nota. “Após o final do mandato, o senador vai se dividir entre atividades privadas e articulação política de oposição em Pernambuco”, informou, sem revelar quais serão essas “atividades privadas”, o que, vale salientar, está no seu direito, já que são privadas e não públicas.

Este colunista também perguntou ao senador, via assessoria, se ele pretende disputar mandato eletivo novamente; e se a Prefeitura do Recife é uma opção. Como resposta, Armando pontuou que “a disputa de um novo mandato gira em torno de discussões e alianças que não passam pelo momento atual”. “Em hora oportuna, o pleito de 2020 deverá ser discutido entre as forças políticas da oposição no estado”, encerrou.

Para bom entendedor… – Com sua nota à coluna, Armando Monteiro deixou claro para os que torciam pela sua aposentadoria que ele continua, sim, na política. Ao não se posicionar com clareza sobre a eleição do Recife – nem confirmou, nem negou uma eventual candidatura -, o petebista passou o recado de que não vai adiantar seus movimentos. Ficou no ar. Certeza mesmo só que ele está no jogo. E pela oposição. Amigos, 2020 já começou!

Por: Coluna do Blog Ponto de Vista

Nenhum comentário:

Postar um comentário