Publicidade
ESTE BLOG ESTÁ EM REFORMA. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO.

SAMU de Petrolina registra quase 5 mil trotes entre os meses de junho e julho

Foto Ilustrativa: Jonas Santos

Uma “brincadeira” de mau gosto tem preocupado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em Petrolina: são os trotes, ou seja, falsas chamadas feitas ao 192,que representam mais da metade das ligações recebidas pelo serviço.

Em média, por mês, o SAMU atende cerca de 3.400 chamadas, e destas, cerca de 2.000 são trotes. Entre junho e julho, período de férias escolares, o número aumentou consideravelmente, e foram contabilizadas cerca de 2.400 chamadas falsas/mês. Isso corresponde a mais de 70% do total de ligações feitas ao SAMU.

De acordo com a Coordenadora do SAMU, Laís Cabral, a maioria dos trotes são feitos por crianças e adolescentes, mas há também uma grande parcela de adultos que ocupam as linhas para dizer palavras de baixo calão às telefonistas, prejudicando o serviço que precisa ser ágil.

“À medida que alguém liga pro SAMU e faz uma brincadeira, solicita uma ambulância e esta é liberada para um trote, impede de auxiliar quem realmente está precisando dos nossos serviços. Então, fazemos um apelo pela conscientização dos cidadãos, dos pais, que orientem seus filhos para que não tenhamos mais esse problema, que é tão prejudicial para a própria população”, diz a coordenadora do SAMU.

Ainda de acordo com Laís, o SAMU irá iniciar agora em agosto o projeto “Amigos do SAMU”, em parceria com a Secretaria de Educação, que visa levar às escolas palestras sobre a importância do SAMU e conscientizar sobre os perigos dos trotes. “Estamos programando os últimos ajustes para podermos iniciar o ‘Amigos do SAMU’, para que assim a gente possa demonstrar às crianças e adolescentes o quanto o trabalho do órgão é essencial para salvar vidas, e como o serviço é prejudicado quando fazem uma chamada falsa, que, a princípio pode parecer inofensiva, mas, infelizmente pode gerar consequências desastrosas”, explica.

Texto: Karem Moraes/Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde de Petrolina

Comentários

Publicidade