domingo, 5 de fevereiro de 2017

Pernambuco é destaque nas ações contra o Trabalho Infantil

Relatório será apresentado à Organização Internacional do Trabalho-OIT (Foto: Neto Rodrigues)

Pernambuco é destaque nacional nas ações do PETI (Programa de Erradicação do Trabalho infantil). Esse foi um dos temas tratados, na última terça-feira (1º), durante visita do consultor do PETI para a Organização Internacional do Trabalho (OIT), James Ferreira Moura Júnior, à Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ). O consultor foi recebido pelo secretário da SDSCJ, Roberto Franca, pela secretária executiva de Assistência Social, Socorro Araújo, e pelo coordenador estadual do PETI, Leônidas Leal. O encontro foi realizado na Executiva de Assistência Social (SEASS), na Vice Governadoria.

Segundo James Ferreira, Pernambuco está entre os dez estados do Brasil com melhor desempenho nas Ações Estratégicas do PETI (AEPETI). "Estamos elaborando, junto ao Ministério do Desenvolvimento Social, um relatório sobre as ações do PETI realizadas nos estados que mais se destacam. Já visitamos o Rio Grande do Sul, o Ceará, e agora Pernambuco", explicou James.
Ele ressaltou a importância do contato direto com as equipes que trabalham no Programa, fator essencial para a elaboração do relatório para a OIT. 

O secretário Roberto Franca elogiou a iniciativa e disse que a Executiva de Assistência Social estará à disposição para a realização do trabalho. Segundo Franca, combater o trabalho infantil é primordial para a proteção de muitas crianças e deve ser uma ação permanente.
Socorro Araújo e Leônidas Leal acrescentaram que darão todo o apoio à elaboração do relatório e destacaram o trabalho que vem sendo realizado em vários municípios pernambucanos. Em Pernambuco, 68 municípios têm AEPETI. Também participaram do encontro o secretário executivo de Políticas para Criança e Juventude, João Suassuna, e o Gerente do SUAS (Sistema Único de Assistência Social), Joelson Rodrigues.

Por Paulo Salgado/Ascom Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude do Estado de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário