Publicidade

Advocacia-Geral da União entra com mandado de segurança no STF contra processo de impeachment

Ministro da AGU, José Eduardo Cardozo, em visita ao Supremo Tribunal Federal para conversar com o presidente Ricardo Lewandowski - foto / Agência O Globo
A Advocacia-Geral da União (AGU) informou no final da manhã desta quinta-feira, 14, que impetrará, no Supremo Tribunal Federal (STF), um mandado de segurança para anular o processo do impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT) - cuja votação da admissibilidade ocorrerá domingo, 17, na Câmara dos Deputados.

De acordo com a assessoria da AGU, o mandado ainda não foi ajuizado no STF e os detalhes do processo serão dados pelo advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, em coletiva de imprensa nesta tarde

Nos últimos dias, o Planalto e Cardozo questionaram a fragilidade e a legalidade do relatório do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), favorável ao impeachment, apresentado na comissão da Câmara. Chegaram a falar que o documento seria a melhor defesa para Dilma no processo.

Agência Estado

Comentários

Publicidade