Publicidade

Governo deve acionar TJPE para decretar ilegalidade da greve da Polícia Civil


Numa tentativa de barrar a greve da Polícia Civil, o Governo do Estado se articula para acionar o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A gestão pretende solicitar que a decretação de ilegalidade da greve. A paralisão, por tempo indeterminado a partir do sábado de carnaval, foi deflagrada em assembleia na noite desta terça-feira.

A categoria continua em mobilização e, às 15h desta quinta-feira, o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), fará uma passeata da sede no bairro de Santo Amaro, até o Palácio do Campo das Princesas.
De acordo com a categoria, a greve deverá começar na madrugada da sexta-feira para o sábado, cumprindo as 72 horas para garantir a legalidade. Segundo os trabalhadores, a decisão foi tomada após o governo do estado ter descumprido parte do acordo firmado no final do ano passado, principalmente em relação às alterações no Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), que altera faixas de progressão de 1,5% para 2%.

Diário de Pernambuco

Comentários

Publicidade