Publicidade

Polícia prende suspeito de assassinar vereador

Nélcemir Lagôas foi assassinado perto de casa (Foto: Reprodução/BDE)

O suspeito de ter assassinado o vereador Nélcemir Lagôas (PP), de 67 anos, em Cachoeiras de Macacu, Região Serrana do Rio, foi preso em flagrante na madrugada desta quinta-feira (21). Segundo informações da Polícia Civil, o homem de 30 anos foi encontrado cerca de duas horas após o crime, próximo à rodoviária da cidade. Nélcemir foi morto a tiros por volta das 21h30 desta quarta-feira perto de casa.

O suspeito negou ser o autor do crime. Segundo a polícia, ele era conhecido da vítima e já havia trabalhado para o vereador em uma campanha eleitoral. O homem fugiu após ter efetuado os disparos, mas foi reconhecido por testemunhas.

Segundo o delegado titular da 159ª Delegacia de Polícia, Antônio Furtado, responsável pelo caso, os tiros que mataram Nélcemir Lagôas atingiram o peito, o maxilar e o pescoço. A vítima chegava em casa após ter deixado o carro a cerca de 200 metros de onde morava, no Centro da cidade.

“A mulher da vítima informou que eles estavam em um quiosque quando o suspeito abordou o casal e pediu R$ 20. O vereador não deu o dinheiro, mas disse que pagaria o jantar. O homem não aceitou e foi embora. Logo em seguida, o assassinato aconteceu”, explicou o delegado.

De acordo com Antônio Furtado, testemunhas que estavam em um bar próximo ao local do crime viram quando os disparos foram efetuados. Elas informaram que o suspeito estava com uma bermuda de cor bege e um casaco de moletom escuro. Ele usava um capuz no momento do crime e fugiu.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito estava drogado quando foi detido e assumiu fazer uso de entorpecentes, embora tenha negado ser o autor do crime.

“O suspeito também foi visto próximo ao hospital para onde a vítima foi levada após o disparo. Havia respingos na roupa dele, que acreditamos serem de sangue. Vamos mandar para perícia. Também iremos realizar o exame de residuográfico para saber se há pólvora na mão do suspeito. Já estamos coletando imagens de câmeras próximas ao local onde crime aconteceu”, explicou.

O homem foi preso em flagrante por homicídio duplamente qualificado. O delegado vai pedir a prisão preventiva do suspeito.

Bruno Rodrigues
Do G1 Região Serrana

Comentários

Publicidade