Publicidade

Em nota, CPRH informa estar avaliando recomendação do MPPE para análise de balneabilidade da Praia de Del Chifre, em Olinda

Praia de Del Chifre, em Olinda (Foto: www.fcnoticias.com.br)

A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) informa que já está avaliando a recomendação do Ministério Público Estadual de inserir a Praia de Del Chifre nas análises de balneabilidade feita pela autarquia semanalmente em 50 pontos do litoral Pernambucano. Dentro do prazo estipulado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), a CPRH se posicionará sobre o assunto considerando as bases do estudo técnico que direciona o órgão na escolha das praias de Pernambuco que devem ser monitoradas.

O Programa de Monitoramento da Qualidade das Praias de Pernambuco conta, atualmente, com 50 pontos de amostragem, distribuídos em onze municípios litorâneos, situados em três regiões geográficas. Na Região Norte: o município de Goiana, na Região Metropolitana do Recife: os municípios de Itamaracá, Paulista, Olinda, Recife, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca e na Região Sul: os municípios de Sirinhaém, Tamandaré e São José da Coroa Grande.

Classificação das praias

A classificação das praias está baseada nas normas estabelecidas na Resolução CONAMA nº20/86, em seus artigos 26 e 27, que define padrões de qualidade da água destinada à balneabilidade, ou seja, à recreação de contato primário, que se entende como um contato direto e prolongado com a água para prática de mergulho, natação, esqui-aquático e onde existe a possibilidade de ingestão de quantidades consideráveis de água.

Segundo a Resolução, as águas doces, salobras e salinas, destinadas à recreação de contato primário, podem ser classificadas em quatro categorias: EXCELENTE, MUITO BOA, SATISFATÓRIA OU IMPRÓPRIA.

Núcleo de Comunicacão Social e Educação Ambiental - NCSEA/CPRH

Comentários

Publicidade