domingo, 21 de junho de 2020

Desemprego e pandemia levam brasileiros de volta às cidades menores

Somente para Afogados da Ingazeira, no sertão de Pernambuco, voltaram mais de 500 pessoas. Retorno ocorre pelo aumento do desemprego ou por medo da Covid-19.

Brasileiros que um dia foram para as grandes cidades em busca de uma vida melhor estão agora retornando para a sua terra natal, seja pelo aumento do desemprego ou por medo da Covid-19.

Muitos nordestinos, por exemplo, já retornaram para os seus municípios de origem. Somente para Afogados da Ingazeira, no sertão de Pernambuco, voltaram mais de 500 pessoas.

Foi o caso do autônomo Alexandre Góis, que trabalhava como eletricista e encanador em São Paulo. Ele relata que não aguentou ficar mais na cidade diante do cenário de pandemia e decidiu voltar para a sua terra para tentar trabalhar com criação de peixes ou frutas.

O mesmo ocorre no estado da Bahia. Desde março, a cidade de Buerarema já recebeu mais de 100 habitantes, que retornaram à cidade de origem após terem os sonhos de construir uma vida melhor em São Paulo interrompidos pela pandemia.

Um deles foi o adestrador de cavalos Gabriel Moreira, que morava e trabalhava em Mairiporã (SP). "O salário já vinha baixando, aí tive que vim por causa dessa pandemia. Entrava muita gente lá no haras, eram quinze veterinários. Fiquei com medo e falei 'vou embora daqui'", diz Ancelmo.

Já Tâmara tinha planos de retornar para Buerarema e a pandemia somente acelerou este processo. Durante seis anos, ela trabalhou como operadora de caixa em São Paulo, emprego que lhe rendeu conquistas como a reforma da casa. "Aqui [em Buerarema] a gente está no lugar que nasceu, se criou, então a gente se sente bem. Melhor do que lá", diz.

Globo Rural

Nenhum comentário:

Postar um comentário