Publicidade
ESTE BLOG ESTÁ EM REFORMA. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO.

Ainda repercute no Sertão rompimento do canal da transposição próximo a Salgueiro; Ministério acredita em ato criminoso


Ainda rende muitos comentários no Sertão Central o rompimento do canal da transposição do Rio São Francisco, entre o Distrito de Pau Ferro e o reservatório de Mangueira, na zona rural de Salgueiro (PE). O detalhe é que o presidente Michel Temer entregou, no último dia 3 de agosto, a terceira estação de bombeamento do Eixo Norte.

Devido a atrasos e paralisações, a obra vem apresentando problemas na estrutura. Os engenheiros responsáveis já tinham sido alertados para essa possibilidade.

As águas do canal estão desaguando no Riacho Grande, que passa pelo Distrito de Umãs, e segue até o município de Terra Nova (PE), Sertão do São Francisco.

Em nota enviada ao G1, o Ministério da Integração Nacional explicou que o rompimento “foi pontual” e que uma equipe técnica deverá recuperar os estragos em 48 horas, para o canal voltar à normalidade. O órgão ressaltou ainda que os técnicos deverão verificar toda a área com o objetivo de avaliar eventuais prejuízos a comunidades próximas. O Ministério acredita que o incidente pode ter sido fruto de um ato criminoso, já que policiais militares prenderam suspeitos de tentar desviar o curso d’água daquele trecho do canal para encher um reservatório nas redondezas. Em fevereiro deste ano, uma placa de concreto de uma das estações de bombeamento se desprendeu, causando rompimento. O fato aconteceu em Cabrobó, Sertão do São Francisco.

(Com a colaboração de Sávio Barros/para o Blog de Carlos Brito)

Comentários

Publicidade