segunda-feira, 5 de março de 2018

'Ouvi tudo por telefone', diz irmã de vítima do acidente entre carro e VLT em Maceió


A irmã de uma das quatro vítimas do acidente entre um carro e o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que aconteceu na manhã desta segunda-feira (5) em Maceió, disse que falava com ela pelo celular no momento da colisão. "Eu ouvi tudo por telefone", realtou ao G1 Suelene Silva de Ramalho.

Silvanir Lima Ramalho, 47, era quem falava com a irmã ao celular e foi resgatada com vida pouco depois do meio-dia. Danielle Lima Silva, 20, filha de Silvani, não resistiu. Além delas, estavam no carro José de Arimateia Soares, 66, o primeiro a ser resgatado com vida, e José Everaldo Soares Ferreira, 56, que também morreu.

Há duas versões para o acidente, o maquinista diz que o carro seguia paralelo ao VLT, na Avenida Walter Ananias, e tentou cruzar a linha férrea. Outra testemunha diz que o carro vinha por uma rua que cruza diretamente os trilhos. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Com a força da colisão, o carro capotou e foi arrastado de cabeça para baixo.

Suelene contou que a irmã e a sobrinha vinham de Santana do Ipanema para consulta médica no PAM Salgadinho.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a demora no resgate, que durou cerca de 4 horas, foi porque Silvani tinha uma barra de ferro atravessada à perna dela.

O Hospital Geral do Estado (HGE), para onde as vítimas foram levadas, informou às 15h30 que Soares recebeu alta no começo da tarde. Ele sofreu uma hematoma na perna e estava com a pressão alta. Já Silvanir precisou ser encaminhada ao centro cirúrgico porque teve um trauma na perna direita.

O trânsito na região foi desviado para o trabalho dos socorristas. Os corpos dos mortos só foram retirados das ferragens no início da tarde.

As viagens de VLT naquele trecho foram retomadas ainda durante a tarde.

Por: G1 AL


0 comentários:

Postar um comentário