Publicidade

Marília Arraes vai se filiar ao PT na quinta-feira (03)

Foto: Wilfred Gadêlha/Divulgação

Agora é oficial. Após formalizar sua saída do PSB na última sexta-feira (26), a vereadora do Recife Marília Arraes vai se filiar, na próxima quinta-feira (3), ao Partido dos Trabalhadores. O ato será realizado na Câmara de Vereadores do Recife, depois que a vereadora teve sua ficha de filiação abonada por ninguém menos que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, neste sábado (27), durante as festividades dos 36 anos do PT, no Rio de Janeiro.

A ficha de filiação ao PT foi assinada por Lula, diante de cerca de milhares de pessoas presentes à festa realizada em um armazém na zona portuária do Rio. Anunciada pelo presidente nacional do partido, Ruy Falcão, Marília foi ovacionada pelo público, antes do discurso de Lula. Durante o ato, o nome do ex-governador Miguel Arraes, avô da vereadora, foi gritado pelos petistas.

"Estou muito feliz com toda a recepção da militância petista e mais disposta ainda a continuar no caminho da esquerda e lutar para a consolidação de todas as conquistas sociais alcançadas até agora", disse Marília logo após o ato, ao lado do presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro.

Na quinta-feira, a filiação de Marília será oficializada, contando com a participação de lideranças petistas do Estado, como o senador Humberto Costa, o superintendente da Sudene, João Paulo, Ribeiro e o presidente municipal da legenda, Oscar Barreto, além do ex-presidente do PSB, Roberto Amaral.

Marília vinha demonstrando insatisfação com a guinada à direita dada pelo seu antigo partido e pela falta de democracia interna. Em 2014, a vereadora, que foi secretária de Juventude na gestão do prefeito Geraldo Julio, rompeu com o PSB e declarou apoio à presidente Dilma Roussef, em detrimento da candidatura do seu primo, o ex-governador Eduardo Campos (PSB), morto em um acidente aéreo em 13 de agosto de 2014.

Assessoria de comunicação da vereadora Marília Arraes

Comentários

Publicidade