sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Pesquisa DataPoder360: Bolsonaro tem 26% e Haddad 22%; os 2 empatam no 2º turno


Pesquisa de intenção de votos realizada pelo DataPoder360, nos dias 19 e 20 de setembro, indica que Jair Bolsonaro (PSL) tem 26% das intenções de voto, enquanto Fernando Haddad (PT), tem 22%. Levando em consideração a margem de erro, que é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, os dois estão em empate técnico.

Em um possível 2º turno, Ciro Gomes (PDT) é o único que venceria Bolsonaro. O ex-governador do Ceará soma 42% de intenções de voto, contra 36% do militar.

A pesquisa também marca uma queda dos votos brancos, nulos e indecisos. A taxa caiu para 15%.

Confira abaixo o resultado da pesquisa
Jair Bolsonaro (PSL): 26%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 14%
Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
Marina Silva (Rede): 4%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 3%
Guilherme Boulos (Psol): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Eymael (DC): 1%
João Amoêdo (Novo): 1%
João Goulart (PPL): 1%
Vera (PSTU): 0
Brancos e nulos: 12%
Não sabem ou não responderam: 3%
Simulações de 2º turno

A pesquisa realizou quatro testes de 2º turno, colocando o primeiro colocado (Bolsonaro) contra os candidatos mais competitivos.
O candidato do PSL fica à frente numericamente de Alckmin, 37% contra 36%, e Marina, 39% contra 37%, mas empata com eles na margem de erro.

Contra Haddad, o placar é de 43% para o petista e 40% para Bolsonaro, o que também configura empate técnico.

Ciro Gomes, candidato do PDT, é o único, de acordo com o DataPoder360, que venceria Bolsonaro no 2º turno. O ex-governador do Ceará soma 42% de intenções de voto, contra 36% do militar.

O DataPoder 360 não pesquisou, anteriormente, um cenário que apresentasse os 13 candidatos a presidente, por isso não foi possível fazer a curva evolutiva. A pesquisa foi realizada com 4.000 entrevistas em todas as unidades da Federação. O registro na Justiça Eleitoral é BR-02039/2018.

De acordo com os realizadores, a pesquisa foi feita por meio de ligações para telefones celulares e fixos, não excluindo nenhuma classe social.

Por: O Povo Online


0 comentários:

Postar um comentário