quarta-feira, 16 de maio de 2018

Polícia Federal de Pernambuco (PF) prende advogado, pastor e coronel da PM


A Polícia Federal em Pernambuco (PF) prendeu preventivamente um advogado, um pastor e um coronel da Polícia Militar do Maranhão, nesta terça-feira (15). A ação faz parte de investigações da Operação Torrentes, que teve como objetivo desarticular um esquema de desvios de recursos públicos, fraudes em licitações e corrupção de servidores públicos no Estado.

As prisões preventivas foram decretadas pelo Juízo da 13ª Vara da Justiça Federal, com o objetivo de assegurar a aplicação da lei penal, em virtude de haver provas da existência de cometimento de crime e indício suficiente de sua autoria no transcurso das investigações.

Os mandados de prisão foram cumpridos em Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, no caso do advogado; no Espinheiro, no Recife, no caso do pastor; e no bairro de Renasncença, no Maranhão, do coronel da reserva da PM do Maranhão.
De acordo com a PF, os três presos foram interrogados no Recife e no Maranhão e após exame do corpo de delito e audiência de custódia, conduzidos aos sistemas prisionais. Os crimes que estão sendo imputados são de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e tráfico de influência. As penas ultrapassam 20 anos de reclusão.

Por: Blog da Folha


0 comentários:

Postar um comentário