terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Federações articulam mobilização pró-Lula nas principais cidades de Pernambuco nesta terça-feira (23)


Trabalhadores e trabalhadoras rurais de todas as regiões do estado estão sendo articulados pela FETAPE (Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares), FETAEPE (Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais), seus Sindicatos filiados e um conjunto de parceiros para ocupar as ruas nesta terça-feira (23/01), numa grande corrente pela democracia e em apoio ao ex-presidente Lula, que será julgado pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, no dia 24 de janeiro. As organizações e movimentos envolvidos nas mobilizações estão fazendo uma pergunta simples: Cadê a prova contra Lula? Mais de 20 mil pessoas já confirmaram participação nos atos que ocorrerão no Recife, em Garanhuns, Serra Talhada, Petrolina, Afogados da Ingazeira, Ouricuri e Caruaru.

“Estamos articulando os trabalhadores e trabalhadoras rurais e os nossos diferentes parceiros para a reafirmação do nosso compromisso com a luta pela Democracia. A condenação do ex-presidente é política. Ele está sendo condenado por ter acabado com a fome de muita gente; por ter incluído o Nordeste, o campo, os negros, os indígenas e os mais pobres no projeto de desenvolvimento do Brasil; por ter acreditado que a maior riqueza do nosso país é o seu povo. Por tudo isso, também estamos afirmando: Eleição sem Lula é fraude”, explica o presidente da FETAPE, Doriel Barros.

Durante as atividades, que ocorrerão em horários diversos, dezenas de caravanas, de mais de 150 municípios, levarão suas bandeiras, cartazes e faixas. Haverá, ainda, falas políticas, panfletagem, apresentações culturais, gritos de guerra e cantos relacionados às grandes questões que estão em pauta: democracia e justiça. A organização dos atos começou desde o mês de dezembro, quando, durante a reunião do Conselho Deliberativo da FETAPE, mais de 350 lideranças de todo o estado assumiram o compromisso com a mobilização de suas bases para esse momento.

Programação dos atos – 23 de janeiro

No Recife – O ato será na Praça Tiradentes, no Cais do Apolo (próximo à Prefeitura) – a partir das 14h, envolvendo trabalhadores e trabalhadoras rurais dos municípios da Mata Norte, Mata Sul e do Agreste Setentrional. A atividade acontece junto com a Frente Brasil Popular e outros parceiros.

Em Serra Talhada – Será na Praça Sérgio Magalhães, às 8h. O ato envolve trabalhadores e trabalhadoras de 14 municípios do Polo Sindical do Sertão Central e mais 11 do Submédio São Francisco. Vários parceiros locais também estão nessa articulação.

Em Caruaru – A concentração será em frente a Agência do INSS, às 14h30, de onde os/as participantes sairão em caminhada até o Marco Zero. Além dos trabalhadores e trabalhadoras rurais de 21 municípios da região, diferentes parceiros estão articulando os trabalhadores/as urbanos/as.

Em Garanhuns – O “Ocupa Garanhuns em Defesa de Lula e da Democracia” terá início às 8h30, com concentração no Colunata. De lá, os milhares de participantes que estão sendo esperados, entre eles trabalhadores e trabalhadoras rurais dos 34 municípios do Polo Sindical do Agreste Meridional, seguirão até o Fórum, no Parque Euclides Dourado. Esse ato também está sendo organizado pela FETAPE e diferentes parceiros locais.

Em Afogados da Ingazeira – O ato será em frente o Ministério Público, a partir das 8h, envolvendo trabalhadores/as rurais dos 13 municípios do Polo Sindical do Pajeú e trabalhadores/as urbanos articulados por parceiros locais.

Em Ouricuri – Haverá uma vigília, dia 23, a partir das 18h, na Praça de Eventos do município e, no dia 24, haverá o acompanhamento do julgamento em frente ao Fórum da Cidade. Além de trabalhadores/as dos 11 municípios do Polo Sindical do Araripe, a Frente Brasil Popular e outros vários parceiros locais estão participando da mobilização.

Em Petrolina – O ato acontecerá às 8h, na Praça do Centenário. Participarão trabalhadores e trabalhadoras de seis municípios do Polo Sindical do Sertão do São Francisco, além de parceiros locais.


0 comentários:

Postar um comentário