quarta-feira, 22 de junho de 2016

“Impossível fazer em sete anos, o que não se fez em 30, 40 anos”, diz prefeito de Juazeiro-BA sobre suas gestões

Isaac Carvalho (Foto: Lúcia Xavier)

Faltando apenas 6 meses para a conclusão do seu segundo mandato, o Prefeito de Juazeiro-BA, Isaac Carvalho, primeiro reeleito na história da cidade, começa a prestar contas das duas gestões que comandou.

Em entrevista a Sibelle Fonseca, ele falou sobre a situação em que encontrou a prefeitura quando assumiu os destinos da cidade em 2009, fez uma avaliação dos sete anos e meio de trabalho e adiantou sobre os planos futuros.

Isaac relembrou que encontrou a prefeitura inadimplente, endividada, impossibilitada de celebrar convênios e em estado crítico, tanto do ponto de vista econômico como social. ” A realidade que eu encontrei, pegando o resultado do último ano, 2008, foi a seguinte: o próprio Tribunal de Contas apontou um balanço onde dizia que o ex-prefeito tinha aumentado o endividamento da cidade de cerca de 7 bilhões em 2007 para cerca de 70 bilhões em 2008, inviabilizando as próximas administrações”, declarou.

O Prefeito ainda esclareceu que teve que enfrentar dois grandes problemas: as obras da Ponte que se encontravam paradas e o saneamento da cidade com problemas, inclusive, na Polícia Federal. Isaac Carvalho afirmou ainda que o gestor que o antecedeu se negou a assinar um documento de um convênio que era muito importante para a saúde pública da cidade “ O ex-gestor se negou a assinar o documento. Para o município não perder o investimento, eu tive que entrar na justiça solicitando que o juiz me autorizasse a assinar, já que o convênio era com data de 2008 e o prefeito na época não era eu.”.

Gestão

Sobre os seus 7 anos e meio à frente da Prefeitura de Juazeiro, Isaac declarou que não tem dúvidas de que, apesar dos avanços, muito ainda há para ser feito. “Não foi possível fazer em sete anos e meio, o que não foi feito em 30, 40 anos. Eu não tenho dúvidas de que a nossa gestão trabalhou muito. Entregamos muitas obras à comunidade e isso não é propaganda, é fato! Basta ter boa vontade para reconhecer e comparar: o que era lixão, hoje é um aterro sanitário, duplicamos o trecho da BA 210 entre o Mercado do Produtor e o contorno do Tabuleiro, reconstruimos os acessos aos perímetros irrigados, Juazeiro tinha 8 creches. Nós reformamos as existentes e construímos, em parceria com o governo federal, 18, até o momento. Só aí foi investido mais de R$10 milhões de recursos próprios. Aqui tinha uma quadra poliestportiva, pública, coberta. Já inauguramos 22, na sede e no interior.

Seria humanamente impossível, em pouco tempo, resolver todos os problemas do município, fazer tudo o que os governos anteriores, que se revezaram na prefeitura, não fizeram. Tenho a sensação de dever cumprido e também não tenho dúvidas de que o próximo gestor vai ter muito trabalho pela frente.”

Isaac relembrou que pela primeira vez na história da cidade, Juazeiro se destacou em rede nacional, como a cidade que mais gerou emprego com carteira assinada. “Isso também não é propaganda, é fato! São dados! O Caged, Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, é uma entidade séria e atestou a posição privilegiada de Juazeiro em relação ao número de empregos formais. Um grande sinal de que Juazeiro está no rumo certo, pois no momento em que o país passa por uma crise econômica e política, Juazeiro dá o exemplo para o Brasil e para o mundo de que é possível fazer diferente”.

O prefeito destacou também o avanço na área de habitação. ” Existia um déficit habitacional muito grande em Juazeiro. Há muitos anos nenhum programa habitacional era implantado na cidade. Através de uma parceria com o Governo Federal, fruto do nosso prestígio político, já entregamos mais de 8 mil novas moradias para famílias de baixa renda. Em torno de 70 mil famílias estão sendo atendidas pelo governo federal com o incentivo do município. Cerca de 30% da população de Juazeiro está recebendo nova moradia com saneamento, pavimentação. Como não afirmar, com consciência tranquila e segurança, que uma nova cidade está nascendo?”

Durante a entrevista, Isaac ainda afirmou que foi o prefeito que mais fez pavimentação na cidade. “Quando entramos na gestão, a cidade tinha somente 30% de área urbana pavimentada, e uma boa parte precisando de recuperação.

Obras

O prefeito declarou ainda que a preocupação inicial da sua primeira gestão, era se a prefeitura teria dinheiro para pagar o salário dos servidores. “Era essa nossa preocupação, diante do quadro caótico que encontramos o município. Hoje Juazeiro consegue fazer obras com recursos próprios. Nós já entregamos cerca de 400 obras importantes para o município e existem mais de 100 delas em andamento. Ainda vamos deixar uma série de outras encaminhadas, tanto na área de infraestrutura, como nas áreas de educação, saúde. Ai eu repito: Como não afirmar, com consciência tranquila e segurança, que uma nova cidade está nascendo?”, indagou o Prefeito.

Sobre o atraso de algumas obras, Isaac declarou que esse problema foi ocasionado por dificuldades com algumas empresas contratadas. “Nenhum dos atrasos foi por falta de dinheiro ou por incapacidade do município de executar ou pagar. Tivemos problemas com as empresas contratadas, o que acaba sendo normal na administração pública, mas com muita responsabilidade fizemos alguns destratos e agilizamos a contratação de outras empresas para dar continuidade ao trabalho. Infelizmente esse processo demanda um tempo. Seguimos a risca o que determina a legislação da administração publica e sanamos essas dificuldades.

De acordo com Isaac, um dos fatores fundamentais para o crescimento do município, tem sido o investimento da iniciativa privada. ” Se no passado Juazeiro perdia investimentos, hoje os investidores estão aqui. Foi na nossa gestão que chegaram as grandes redes atacadistas, como Assaí, GBarbosa, Atacadão, gerando inúmeros empregos, e por último o Shopping tão sonhado. Um investimento altíssimo dos empresários que acreditaram na nossa cidade. No passado as pessoas tinham medo de investir em Juazeiro, mas nós colocamos Juazeiro entre as cidades com potencial para os investidores e criamos as condições para atraí-los e fazer com que se fixassem aqui. A parceria com o Governo Federal, Governo do estado, nos ajudaram a dar essa condição para que Juazeiro conseguisse se desenvolver e gerar oportunidade para as pessoas e a nossa gestão capitaneou esse momento feliz que Juazeiro vive.”

O gestor esclareceu ainda que apesar de boa parte das obras serem realizadas pelos Governos Federais e estaduais é preciso que o município tenha bons projetos, alianças políticas e recursos para contrapartidas. “O nosso partido, o PC do B, colocou Juazeiro como pauta de prioridade nacional. Cada obra dessas que vem do governo federal e estadual, foi fruto de bons projetos e alianças políticas. As obras não vêm sozinhas. Por exemplo, quando é obra física tem que entrar com terreno. O Município teve que dar uma contrapartida para que essas obras chegassem a Juazeiro”.

Saúde

Sobre o setor de saúde, desafio da gestão, um pasta que nos últimos 4 anos foi administrada por 5 secretários, Isaac declarou que ainda existem alguns problemas pontuais. “A semana passada eu sentei com a equipe da secretaria de saúde e ainda tinha problemas em 5 unidades, mas isso já está sendo solucionado. Hoje todas as unidades tem médicos, tem dentista.”

O prefeito lembrou que foi lançado esse ano o “Toda Quarta tem Caravana da Saúde”. O programa tem o papel de levar mais saúde e especialidades médicas para a sede e interior do município e melhorar a estrutura das unidades de saúde. “Nós tínhamos em torno de mais de 20 unidades com problemas de equipamentos e alguns com problemas de profissionais, então a gente teve que ir pra cima. Encontrei Juazeiro com cerca de 87 médicos e hoje a rede do município possui em torno 250. Encontrei Juazeiro com índice de mortalidade de 22.9, hoje Juazeiro tem variado de 13,15,16, número abaixo da média da Bahia e do Brasil. Então eu não tenho dúvidas que a saúde de Juazeiro vive outra realidade, mas ainda há muito para fazer.”

Acusações

Isaac Carvalho voltou a falar sobre a acusação de desvio de recursos e afirmou: “Não houve dano aos cofres públicos. Foi apenas uma questão técnica. O Tribunal de contas nos acusou em função de uma publicação errada que a nossa procuradoria fez. O processo foi julgado e nós já estamos fazendo uma defesa no processo.”

Isaac desafiou qualquer pessoa a provar, com documentos, que a sua administração causou algum dano à cidade de Juazeiro-BA. “Denúncias vazias têm muitas, mas ninguém conseguiu provar nada.” disse Isaac.

Nova Gestão

Sobre a oposição, o prefeito declarou que pelo o que parece, o grupo não tem um projeto para Juazeiro, mas sim um projeto para derrotar a atual gestão. ” O que a gente vê no intitulado grupo “Unidos por Juazeiro”, que inclusive eu duvido que de fato venha acontecer, é que os seus representantes são norteados por interesses pessoais e particulares. E isso não constrói, não agrega nada para a cidade. Percebe-se facilmente isso quando observamos que um monte de gente que já falou mal um do outro, agora começa a trocar elogios visando ser o candidato. Parece que é assim: Eu quero ser o candidato. Se der certo, estarei no grupo. Se não sairei do grupo. Isso é projeto de poder, apenas, o que não é bom para o município.”, analisou Isaac Carvalho.

O PC do B apresentou três pré-candidatos para representar a legenda nas eleições municipais. O atual gestor afirmou que o partido vai apresentar e comparar propostas para o avanço da cidade. “A gente vai apresentar propostas, como estamos construindo no projeto Juazeiro no Rumo Certo. Como líder do nosso grupo, quero comparar desenvolvimento social, desenvolvimento econômico, eu quero comparar projeto. E não tenho dúvida que os nossos três pré-candidatos tem capacidade técnica para continuar levando Juazeiro para o rumo certo.”

Isaac ainda deixou um conselho para quem for eleito novo prefeito ou prefeita de Juazeiro.

“Será preciso avançar com a pavimentação e buscar mais recursos para urbanizar os canais que cortam Juazeiro”. E alertou: “Nós não podemos retroceder. Juazeiro precisa continuar avançando, precisa eleger alguém com competência, responsabilidade e compromisso.”

Por Yonara Santos/Preto no Branco

Nenhum comentário:

Postar um comentário