Publicidade

Miguel destaca avanço na instalação dos flutuantes e critica ausência da prefeitura na obra

Miguel Coelho (Foto: Giovani Costa/Alepe​)

Com o agravamento da situação de abastecimento de água em Petrolina, o deputado estadual Miguel Coelho (PSB) comemorou o avanço da instalação das bombas flutuantes no reservatório. O equipamento deve ficar pronto em 20 dias e dará sobrevida ao abastecimento dos perímetros irrigados da região.

A obra, contudo, passava por um impasse devido à falta de contrapartida do Governo do Estado e da Prefeitura de Petrolina. Após uma reunião no mês passado intermediada pelo deputado entre o governador Paulo Câmara e o presidente da Codevasf, Luciano Albuquerque, a situação foi contornada. “Hoje, tivemos a boa notícia que o Governo já garantiu cerca de R$ 5 milhões para completar o orçamento da obra. Isso é a demonstração da preocupação e compromisso total do Governo com nossa região”, destacou Miguel.

O deputado, contudo, não poupou críticas à Prefeitura de Petrolina por não repassar a contrapartida prometida pela gestão municipal, que era em torno de R$ 2,5 milhões. “Foi preciso a Codevasf cobrir a prefeitura nessa parceria para que o serviço seja concluído e milhares de pessoas não sejam prejudicadas. Infelizmente, essa é somente mais uma atitude que demonstra a falta de compromisso do prefeito com a população e com os acordos”, condenou o deputado.

Toda a obra para implantação dos flutuantes custa em torno de R$ 38 milhões. A estrutura permitirá a captação de água no volume morto do reservatório e permitirá a irrigação no perímetro Senador Nilo Coelho. Sem os flutuantes, a área irrigada poderia ficar desabastecida já a partir de dezembro.

Assessoria de Imprensa Deputado Miguel Coelho

Comentários

Publicidade