Publicidade

ACM ataca Wagner e Dilma e prova que é o escorpião-mor, afirma Florence

Deputado Afonso Florence (PT-BA)

Revelando surpresa e admiração com as críticas que o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), endereçou aos governos petistas e o ministro da Defesa, Jaques Wagner, esta semana, o deputado Afonso Florence (PT-BA) afirmou que o comportamento do demista enfim revela o que ele se esforçou para esconder ao longo dos últimos dois anos e meio.

Para o petista, o gestor é ingrato com o esforço dos governos Estadual e Federal na cidade e, desta maneira, prova que é o “escorpião-mor”. “Ele não tem moral para atacar o governo Dilma e o PT. E ele mostrou por que seus aliados são escorpiões: ele é o líder dos escorpiões. Ele é o escorpião-mor”, atacou.

O movimento, na interpretação do vice-líder do PT na Câmara, fecha a conta relativa ao movimento que ACM Neto faz para mudar de partido. Por ser o escorpião-mor, nada mais adequado do que negociar filiação com os partidos-escorpiões, como o PMDB de Lúcio e Geddel Vieira Lima e o PSDB dos responsáveis por entregar as estatais nos anos 90.

Florence lembrou que Wagner revelou a natureza dupla-face de ACM Neto, afeito ao sorriso quando as verbas chegam, mas pronto para disparar punhais às costas. Mesmo assim, o ministro – e também enquanto governador – se esforçou para captar recursos para Salvador. O que fez sem avaliar partidos e também por ver o sofrimento da população decorrido das prioridades do prefeito.

“Ele levou o prefeito ACM para captar recursos para Salvador para atender a população atingida pela chuva porque o prefeito não priorizou o povo pobre. Não colocou em seu orçamento as obras necessárias de contenção de encostas, limpeza de canais, dragagem de rios e obras de drenagem. E gastou aproximadamente R$ 10 milhões por km na obra da Barra. Nada contra a Barra, mas a favor do povo pobre e tudo contra este prefeito impopular”, encerrou.

Assessoria de Imprensa Deputado Afonso Florence

Comentários

Publicidade