domingo, 26 de abril de 2015

Paulo Câmara cobra pressa na investigação de crimes em Serra Talhada


O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, disse nesta sexta-feira (24) que tem acompanhado com muita preocupação a onda de homicídios que vem ocorrendo na cidade de Serra Talhada, no Sertão do Estado. Desde janeiro, nove assassinatos já foram registrados na cidade. Durante participação no seminário Todos por Pernambuco, em Palmares, na Zona da Mata, o governador informou que vem cobrando agilidade na resolução dos crimes.

“As polícias estão agindo. Eu estou acompanhando diariamente o avanço das investigações e pedindo muita celeridade porque a gente tem que dar um retorno imediato e identificar os culpados pelos primeiros homicídios e pelos casos mais recentes”, declarou, acrescentando que mais um assassinato foi praticado esta semana.

O crime mais recente vitimou o motorista Iranildo Nunes de Lima. Ele foi morto com vários tiros na noite da última quarta-feira. Foi a terceira execução apenas este mês. A polícia trabalha com a possibilidade de que uma parte dos homicídios possa ter ligação direta com a execução do vereador Cícero Fernandes, conhecido como Cição, morto no mês passado.



Nesta sexta-feira, no entanto, familiares do político assassinado questionaram duramente essa versão. Eles afirmaram estar indignados com as informações que circulam na cidade de que algumas mortes podem ter sido motivadas por vingança, em resposta à morte do vereador. “Isso é revoltante e está nos deixando muito tristes. Minha família não é formada por bandidos, mas sim por pessoas do bem, pessoas honradas. O que estão fazendo conosco é um absurdo”, disse um parente que não quis ser identificado. Segundo ele, alguns familiares, inclusive crianças, estão sendo alvo de ameaças. “Somos nós que estamos sendo perseguidos, ameaçados. O que queremos é paz”, desabafou.

Até o momento nenhum suspeito foi preso por envolvimento na morte do vereador ou nos outros homicídios ocorridos na cidade. Para conter o clima de insegurança, a Secretaria de Defesa Social (SDS) enviou reforço policial para o município. Foram deslocados para Serra Talhada cerca de 50 policiais militares e dez policiais civis. O delegado Guilherme Caraciolo foi designado para investigar o assassinato do vereador e também do empresário Alexandro Carvalho da Silva, conhecido como Xuxa. Os outros casos estão sendo apurados pela delegacia local. Por medo, os moradores preferem silenciar sobre a onda de homicídios que assusta a cidade. Muitos têm até evitado ficar até tarde na rua no período da noite.

No evento, em Palmares, o governador Paulo Câmara também comentou sobre o aumento da criminalidade em todo o Estado. “Nós temos um compromisso e uma determinação de baixar os índices de violência. Estamos fazendo todos os ajustes necessários. Lógico que a frustração de não conseguir baixar esses índices é muito grande, mas nossa determinação em superar é maior ainda”, afirmou.

Do JC Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário