Publicidade

Paulo Câmara começa a definir segundo escalão

Aldo Santos (PSB), aguarda a convocação de Paulo Câmara para definir seu espaço na administração estadual
João Bosco é cotado mas teria optado por não assumir nenhum cargo na nova gestão

Com a proximidade da posse do governador eleito, Paulo Câmara (PSB), na próxima quinta-feira, a expectativa cresce em torno dos nomes que irão compor o segundo escalão do Palácio das Princesas outros cargos estratégicos

Nesta semana alguns nomes deverão ser oficializados, para que o socialista possa iniciar sua gestão com os principais postos preenchidos. Nos bastidores, as articulações tentam encaixar nomes o atual governo que não tiveram espaço no primeiro escalão.

É o caso do secretário de Cultura, Marcelo Canuto, que é especulado para a secretaria-executiva da Casa Civil. O posto foi ocupado por ele quando o deputado federal eleito Tadeu Alencar (PSB) era titular da pasta. Outro que tem o nome ventilado para ocupar um posto que comandou anteriormente o do secretário da Fazenda, Décio Padilha. Especulações dão conta de que ele voltaria a assumir uma diretoria da Compesa.

Já Ricardo Leitão permaneceria no comando da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe). O presidente da Copergás, Aldo Guedes, também é cotado para continuar na direção da empresa.

O secretário estadual de Agricultura, Aldo Santos (PSB), aguarda a convocação de Paulo Câmara para definir seu espaço na administração estadual. Segundo informações de bastidores, ele teria sido procurado por um interlocutor do governador e lhe foi oferecida a coordenação do programa Chapéu de Palha. Contudo, Santos não teria aceitado. Conhecido pela inserção nos movimentos sociais, ele deve ganhar um espaço na Secretaria de Agricultura, que será comandada pelo deputado estadual eleito Nilton Mota (PSB).

Já o secretário João Bosco teria optado por não assumir nenhum cargo na nova gestão. Nas pastas comandadas por partidos, a ex-secretária de Cultura de Olinda Márcia Souto será a presidente da Fundarpe. Francisco Papaleo ficaria com o comando do Grande Recife Consórcios.

Já o novo presidente do Lafepe seria indicado pelo DEM e o mais cotado é José Fernando Uchoa. No comando da Empetur, o futuro secretário estadual de Turismo, Felipe Carreras, pode tirar um nome do seu antigo time da Prefeitura do Recife. Trata-se do secretário executivo de Turismo do Recife, Luiz Eduardo Antunes.

Por Carol Brito/Folha de Pernambuco

Comentários

Publicidade