Publicidade
ESTE BLOG ESTÁ EM REFORMA. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO.

Não está descartada a aliança do PT com PSB em 2018, diz Humberto Costa, em entrevista ao Blog de Assis Ramalho e a Web Rádio Petrolândia, (vídeo)


Em agenda pelo interior de Pernambuco neste fim de semana, o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), esteve em Petrolândia onde se reuniu com agricultores do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) de municípios da região do Sertão de Itaparica e também visitou a comunidade quilombola Borda do Lago.

Na oportunidade, o senador concedeu entrevista à reportagem do Blog de Assis Ramalho e da Web Rádio Petrolândia. O petista analisou o atual cenário político estadual, nacional e falou sobre seus projetos e perspectivas do Partido dos Trabalhadores nas eleições de 2018.

De acordo com o senador, uma mobilização nacional será feita para evitar a prisão de Lula.

Vamos buscar as mobilizações no país inteiro, vamos chamar a população para ir para as ruas, e tentar de todas as maneira resistir. E outras ações que certamente estão sendo discutidas, mas que a gente não pode colocar agora o que é que vai tentar fazer. Vamos ampliar a denúncia internacional, no mundo inteiro. As pessoas já estão sabendo o que está acontecendo no Brasil. Essa ação contra Lula é parte de todo esse processo do golpe, dessa violência contra os mais pobres e eu acredito, se Deus quiser, que a gente vai conseguir reverter esse processo.

Questionado se ainda tem esperança que Lula escape da cadeia, o senador afirma que sim e diz que, caso Lula seja preso, a crise na país vai aumentar

Sim, nós temos esperança, depende exclusivamente do Supremo Tribunal Federal (STF). O Brasil já está vivendo tantas crises, tivemos aí o impeachment (de Dilma), tivemos o presidente da República metido em denúncias. agora essa intervenção militar, quer dizer, se Lula for preso, é mais uma crise, e eu não sei se o Brasil aguenta tudo isso, ao mesmo tempo.


Perguntado se pretende concorrer a reeleição ao Senado ou se vai sair candidato a deputado federal, o petista disse pretender o senado mas não descartou disputar uma vaga a deputado federal.

Eu quero ser candidato a senador, eu pretendo ser candidato ao senado. Eu acho que eu fiz um bom mandato, defendi os trabalhadores. Sempre votei do lado das conquistas do trabalhador, contra essas medidas que tentaram retirar direitos. Sempre defendi o Estado de Pernambuco, lutei para trazer recursos, participei de várias lutas dos movimentos sociais, enfim, eu acredito que tenho amplas condições de novamente me apresentar ao eleitorado de Pernambuco e pedir o seu voto e o seu apoio. Agora, naturalmente, que em Pernambuco nós precisamos ter uma chapa forte para conseguir garantir a eleição de um senador. E dependendo de como seja a chapa que nós vamos compor, eu participarei da eleição do Senado. Caso não seja possível, eu vou discutir com o PT, com os nossos companheiros, e o que eles acharem que é melhor para o partido, eu vou fazer. Pode ser uma candidatura a deputado federal.

Questionado sobre possível aliança do PT com o PSB em 2018, já que afirmou que ''é preciso ter uma chapa forte para garantir a eleição'', o líder da oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), disse que a aliança não está descartada.

''[Chapa forte] Representa que o PT pode ter um nome seu, forte, mas que no presente momento não temos essa certeza que tenhamos um nome capaz de polarizar essa disputa. Ou uma aliança. E aí nós vamos discutir, e o que for melhor para a candidatura de Lula, o que for melhor para o país e para os trabalhadores do Brasil, eu estarei defendendo sem nenhuma dificuldade, sem nenhum problema'', ressaltou Humberto.

Na entrevista o senador ainda comenta assuntos relevantes ao Sertão de Itaparica - veja abaixo a íntegra da entrevista.



Redação do Blog de Assis Ramalho

Comentários

Publicidade