quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Subcomandante de UPP é morto a tiro ao reagir a assalto em lanchonete no Rio


O tenente Guilherme Lopes da Cruz, subcomandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Vila Kennedy, foi baleado e morto durante um assalto na madrugada desta quarta-feira. O policial estava numa lanchonete na Estrada do Gabinal, na Freguesia, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, quando ele e outros fregueses foram abordados por bandidos. O PM foi morto após reagir.

De acordo com as primeiras informações, o tenente estava no drive-thru da lanchonete ao volante de seu carro, um Honda HR-V, quando quatro homens anunciaram o roubo. Naquele momento, o oficial retirava sua refeição pela janela do automóvel. Ele sacou sua arma e disparou.

Os ladrões revidaram e, durante o troca de tiros, Lopes da Cruz foi baleado mais de uma vez, segundo informações de policiais da Divisão de Homicídos (DH) da Capital. Pelo menos um dos criminosos também teria ficado ferido, mas ainda assim conseguiu fugir.


Policiais do 18º BPM (Jacarepaguá) foram acionados para a lanchonete e, ao chegarem ao local, encontraram o tenente caído ao lado do carro. Ele ainda foi socorrido por uima equipe do Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos.

Agentes da DH fizeram uma perícia no local do crime e buscam imagens de câmeras de segurança para tentar identificar os criminosos.

Tenente havia apreeendido arma de militar morto em arrastão

De acordo coma DH, o tenente Lopes havia apreendido, na Vila Kennedy, a arma do sargento Bruno Cazuca, morto nesta terça-feira num arrastão em Campo Grande. O oficial havia ido à DH Capital, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, na noite da própria quarta, para apresentar a arma do militar.

Extra-RJ


0 comentários:

Postar um comentário