Publicidade

Ministro Pepe Vargas descarta risco de apagão no país


O ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais (SRI), Pepe Vargas, assegurou que "não há risco de apagão" e que a interrupção ocorrida nesta segunda-feira (19) que deixaram dez Estados e o Distrito Federal sem luz, foi causada por "falhas técnicas", segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). De acordo com o ministro, a presidente Dilma Rousseff cobrou "explicações dos motivos da falha técnica" de todos os setores envolvidos com a prestação do serviço. O ministro avisou ainda que "mais do que explicações e justificativas, a presidenta quer medidas para que isso não ocorra mais".

Pepe Vargas falou das preocupações da presidente Dilma com o apagão e assegurou que "o importante é que não temos o risco de apagões por conta de falta de geração e falta de distribuição, como aconteceu no passado". Depois de reiterar que "o risco de apagão não está presente no País", o ministro das Relações Institucionais salientou que não há esta hipótese "mesmo com a severa estiagem prolongadíssima, preocupante que gera risco ao abastecimento hídrico para a população em algumas regiões do País". O ministro comentou ainda que, para a presidente, o ideal é que não aconteçam sequer falhas técnicas no sistema. As declarações do ministro da SRI foram dadas em café da manhã para os jornalistas no Planalto. (Agência Estado)

Em março do ano passado o ex-presidente da Chesf, João Bosco, em entrevista ao Blog de Assis Ramalho fez veemente alerta sobre a necessidade de o governo federal iniciar, com urgência, um trabalho de conscientização para a população brasileira iniciar o racionamento de energia.

Foto: Lúcia Xavier

Comentários

Publicidade