Publicidade
ESTE BLOG ESTÁ EM REFORMA. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO.

Governador do CE defende resultado de ação policial e lança dúvida sobre presença de reféns em tentativa de assalto a bancos


No tiroteio entre assaltantes e policiais foram mortos 6 reféns, entre eles duas crianças 

"Estavam preparados para assaltar dois bancos e não assaltaram nenhum", diz Camilo sobre ação
O governador ainda lançou dúvida sobre a presença de reféns na ação: "É estranho um refém de madrugada no banco".

Durante a inauguração do Centro de Inteligência, hoje (07), o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), comentou sobre o ataque a bancos em Milagres. O secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, confirmou a morte de 12 pessoas e afirmou que pelo menos seis dos 12 mortos eram criminosos.

Camilo Santana disse que ainda não tinha informação sobre reféns. "É a informação que você tem", disse, ao ser questionado pelo repórter do O POVO Thiago Paiva. "É estranho um refém de madrugada no banco", disse.


Além disso, o governador afirmou que a ação da Polícia não pode ser considerada desastrosa, pois a intenção da quadrilha era assaltar o banco de Milagres e que a ação criminosa não foi concluída. "Houve uma antecipação nisso. O fato é que estavam preparados para assaltar dois bancos e não assaltaram nenhum. Houve um confronto policial e vamos saber o que ocorreu posteriormente", comentou.

Leia também em O POVO>Política de "justiça ou cemitério" mata reféns junto dos criminosos

As informações são Jornal O POVO

Comentários

Publicidade