Publicidade
ESTE BLOG ESTÁ EM REFORMA. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO.

Jair Bolsonaro concede entrevista ao Jornal da CBN 2ª edição; veja o que ele disse!


O candidato do PSL disse em entrevista ao Jornal da CBN 2ª edição que não pode se responsabilizar pelas atitudes de eleitores, ao ser perguntado sobre a morte de um mestre de capoeira numa briga na Bahia. Jair Bolsonaro ressaltou que 'a vítima é ele', por ter sido esfaqueado em Juiz de Fora. Ele também afirmou que não vai ‘fechar o Congresso’ e que não defende ditaduras. Bolsonaro voltou a dizer que pode faltar a debates, mesmo após ter o aval dos médicos, e que não é ‘Jairzinho paz e amor’.

O presidenciável disse que não quer voto de pessoas que incentivam a violência e que é ele a verdadeira vítima do clima de beligerância. ‘Foram 48 milhões de pessoas que votaram em mim, você quer que eu me responsabilize por elas?’, questionou, em relação às agressões atribuídas a seus apoiadores.

O concorrente também se eximiu de responsabilidade por supostas fake news atribuídas a seus aliados: ‘se tem alguém que vota em mim e espalha fake news, eu não tenho controle’.

Sobre a ausência em debates, dos quais já sinalizou que não irá participar, o presidenciável afirmou: ‘eu vou debater com Haddad ou com o Lula? Qual a autenticidade do Haddad?’. Em tom exaltado em vários trechos da entrevista, Jair Bolsonaro afirmou que é autêntico em seu discurso e defesas políticas.

Na entrevista, ele voltou a criticar o que chama de kit gay e declarou: ‘ensino fundamental não tem que tratar (de kit gay). Quem tem que cuidar é papai e mamãe. Os pais não querem isso. Não querem chegar em casa e encontrar o filho brincando de boneca’.

Questionado sobre o apoio constante que declara ao coronel Brilhante Ustra, diz que houve excesso dos dois lados na ditadura militar (1964-85): ‘quando falo em Ustra, não teve nenhuma condenação transitada em julgado contra ele. Do outro lado, com José Dirceu, Dilma..., sempre falei que houve excesso dos dois lados’.

Jornal da CBN 2ª Edição

Comentários

Publicidade