quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Lula chega ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para assistir julgamento 1h40 após início da sessão

Sindicalistas acompanham julgamento de Lula no TRF-4 na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo - Edilson Dantas / Agência O Globo

O julgamento já tinha começado havia 1h40 quando o ex-presidente Lula chegou ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, para acompanhar a análise do seu recurso pelo Tribunal Regional Federal da 4ª região (TRF-4) no caso do tríplex do Guarujá nesta quarta-feira.

Ele chegou ao local por volta das 10h10, em uma comitiva de carros pretos. Lula deve assistir aos votos dos desembargadores na sala da diretoria do sindicato. Segundo a entidade, o petista está acompanhado do presidente do sindicato, Wagner Santana, e de outros dirigentes, como Rui Falcão, Aloísio Mercadante e Luiz Marinho.

O petista começou a acompanhar a julgamento no momento em que seu advogado, Cristiano Zanin Martins, fazia a sustentação oral em Porto Alegre. Lula deixou de acompanhar com os sindicalistas a acusação do Ministério Público Federal e as falas dos advogado da Petrobras e de Paulo Okamotto. A leitura dos votos dos desembargadores, porém, ainda não tinha começado quando Lula chegou ao sindicato.


Antes da chegada de Lula, Santana fez um apelo à militância para que compreendesse que era um dia atípico e que não se chateasse com Lula por ele não poder dar atenção hoje a eles.

Militantes, que começaram a chegar antes das 6 horas ao prédio, ocuparam um auditório da entidade no 3º andar do prédio e assistem ao julgamento por um telão. O combinado é que o petista fique no gabinete da presidência até o final do julgamento. Não está previsto contato de Lula com seus apoiadores neste local.

O ex-presidente deve participar de um ato no centro de São Paulo no fim da tarde.

O Globo


0 comentários:

Postar um comentário