domingo, 13 de maio de 2018

Policial militar é morto a tiros após ter carro alvejado por pedras no RJ


A Polícia Militar acredita que o cabo da PM Rafael José Pereira, de 34 anos, foi assassinado após uma briga com um segurança de uma boate na Rodovia Presidente Dutra, na altura do bairro Jardim Tropical, em Nova Iguaçu, na madrugada deste sábado. Rafael é o 47° policial morto neste ano.

Segundo testemunhas, o policial militar e um amigo tentaram entrar no local com bebidas, mas foram impedidos. Após uma briga com seguranças do estabelecimento, eles entraram em um carro de um aplicativo de transportes para deixar o local. O carro, porém, foi atingido por pedras.

Rafael José Pereira foi atingido por três tiros ao descer do veículo e morreu no local. Uma equipe da concessionária CCR, responsável pela rodovia, foi acionada às 5h09 da manhã deste sábado, e chegou ao local às 5h22.

- Ainda vamos analisar as imagens das câmeras de segurança. Essas informações são baseadas nos dois depoimentos - acrescenta o delegado assistente André Timoni, da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense, que ainda investiga o caso.

O PM era lotado na UPP Jacaré e estava na Corporação desde 2009. Ele deixa uma filha. Até o momento, não há confirmação de horário e local do sepultamento.

QUINTO PM MORTO NESTA SEMANA

O cabo Rafael Pereira é o quinto PM assassinado apenas nesta semana. Na terça-feira, o sargento Luiz Felipe de Castro Moraes foi baleado em Brás de Pina, na Zona Norte do Rio. Ele conversava com outro homem na rua quando foi surpreendido por um veículo com os ocupantes armados. Na quarta, o corpo carbonizado do sargento Renato Dália foi encontrado dentro de um carro em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. Ele era lotado no 30º BPM (Teresópolis). Também na quarta, o sargento do Choque Anderson Luiz Rosa da Conceição foi baleado na cabeça durante operação na Rocinha, na Zona Sul. O soldado Janddré Dias Silva, também foi ferido no confronto. Ele foi socorrido no Hospital Central da Polícia, no Estácio, e liberado pelos médicos. Na sexta, o soldado PM Wesley Valentinho de Lima foi morto após uma tentativa de roubo de carga. Ele estava fazendo escolta de um carro em Coelho da Rocha, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

Extra-RJ


0 comentários:

Postar um comentário