sexta-feira, 11 de maio de 2018

Caso Marielle: ex-PM preso negocia delação com Polícia Civil e MP


Envolvido por uma testemunha nas mortes da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes, o miliciano Orlando Oliveira de Araújo, conhecido como Orlando de Curicia, está negociando um acordo de delação premiada com a Polícia Civil e com o Ministério Público do Rio de Janeiro. Orlando está preso na penitenciária Laércio da Costa Pellegrino (Bangu 1), sob acusação de chefiar uma milícia na Zona Oeste do Rio.

Como O GLOBO revelou na última terça-feira, um homem que trabalhou para um dos mais violentos grupos paramilitares do Rio procurou a polícia para contar, em troca de proteção, que o vereador Marcello Siciliano (PHS) e Orlando Oliveira de Araújo queriam a morte de Marielle, assassinada no dia 14 de março, no Estácio.

O Globo


0 comentários:

Postar um comentário