Publicidade

Arcoverde: Cobertura do pátio da feira do São Cristóvão cai mais uma vez


Orçado em cerca de R$ 2 milhões, a construção do Pátio da Feira do São Cristóvão, na área da antiga Cagepe, por trás da Policlínica Dr. José Cavalcanti Alves, vem demonstrando ser um verdadeiro risco do que se pode chamar de “pré-tragédia anunciada”. Em pouco mais de 60 dias, o teto do pátio caiu pela segunda vez.

Na última segunda-feira (8), uma ventania nem tão forte foi responsável por arrancar telhas e lançá-las ao chão, mais uma vez, deixando outras completamente soltas, colocando em risco a vida de moradores e transeuntes. Nas fotos, é possível ver o estrago no telhado do pátio e que, também, caso feirantes e consumidores já estivessem fazendo uso do local, várias pessoas poderiam ser vitimadas.

Em dezembro de 2015, aconteceu o mesmo fato, sendo feito o conserto. Agora, novamente, mais telhas caíram, comprovando que o serviço não está correspondendo à questão de segurança da obra, que estava prevista para ser entregue logo após o Carnaval.

A prefeita Madalena Britto (PSB) tinha anunciado em entrevista nas rádios locais que faria a transferência da feira, logo após os festejos carnavalescos. Diante dos fatos repetitivos e que colocam em xeque a segurança da obra, os feirantes já temem que o pior possa acontecer e que ventos mais fortes façam um estrago ainda maior, colocando em risco suas vidas. Eles querem garantias de segurança e laudo do corpo de bombeiros.

Por Paulo Edson Ramos de Carvalho

Comentários

Publicidade