sábado, 2 de junho de 2018

A polêmica PT e PSB em Pernambuco: Boatos não param


Em diversas mídias correm os mais variados posicionamentos acerca da aliança entre PT e PSB. Há um posicionamento nacional e liberdade para discussões nos estados e o que parece claro, facilmente é distorcido. Em Pernambuco a pré-candidatura da vereadora Marília Arraes é certa e crescente nas pesquisas, mas ainda encontra tendências dentro do partido a defenderem uma aliança com o PSB de Paulo Câmara (principal responsável pelo golpe que tirou o PT do poder e mergulhou o país na crise que se encontra hoje).
Do posicionamento nacional da presidenta do partido Gleise Hoffmann, acerca de uma composição ampla progressista em defesa de Lula e de um projeto político para o país, se faz as tendenciosas confusões que parte da mídia pernambucana lança para, claramente, gerar desconforto entre as bases.
A mais recente, publicação do Blog da Folha (Daniel Leite e Branca Alves), em publicação assinada por Marcelo Montanini  na quarta-feira (30), afirma haver um posicionamento nacional que força a coligação no estado.

“Companheiros e companheiras,
Durante toda tarde de hoje recebi várias mensagens acerca de uma matéria publicada pela manhã no blog da Folha de Pernambuco.
Conforme esta matéria o PT Nacional havia sacramentado a aliança com o PSB, incluindo Pernambuco e, através de uma videoconferência com dirigentes do PT/PE, iria nos informar dos termos deste acordo.
Matéria plantada para nos dividir e desgastar a tese da candidatura própria e a pré-candidata Marília Arraes.
Houve sim a videoconferência (eu estava lá) e o roteiro foi outro, bem diferente do anunciado .
Foram dados os informes das conversas nacionais com os partidos que subscreveram o manifesto e foi esclarecido que há interesses em se avançar para o âmbito eleitoral, incluindo Pernambuco.
No entanto nada foi fechado. Observem que só se diz que está tudo acertado quando se fala da aliança com o PSB. Por outro lado, ouvimos pontos importantes nesta reunião ditos pela presidenta Gleisi:

1. Nada será fechado de forma unilateral.
2. Não haverá intervenção da nacional .
3. O encontro do dia 10/06 está mantido.
4. Vamos nos pautar pela defesa de Lula, pelo fortalecimento do PT e pelo respeito à militância.
Ao final a presidenta encaminhou pela formação de uma comissão com três pessoas para acompanhar as discussões nacionais: Bruno Ribeiro, presidente estadual, e mais uma pessoa de cada posição (aliança e candidatura própria).
Com esse processo, vamos batalhar por um conteúdo político que nos garanta a candidatura de Marília Lula Arraes ao governo de Pernambuco!”

Declara a deputada estadual Teresa Leitão.

A vereadora do PT, pré-candidata ao governo do estado, Marília Arraes, em rede social, também se posicionou:

“Não vamos cair em guerra de nervos. Tem muito boato por aí, mas isso só reflete o desespero de nossos adversários que querem porque querem retirar nossa candidatura e surfar na popularidade do presidente Lula sem nenhum compromisso com nosso projeto (...). A direção nacional tem demonstrado total respeito à nossa decisão que vai ser tomada no próximo dia 10 de Junho no encontro estadual. Tenho certeza que os delegados majoritariamente vão apoiar o projeto de candidatura própria do PT.”

O vídeo pode ser visualizado no link abaixo:
A presidenta do PT, Gleise Hoffmann, em teleconferência com petistas do estado, afirma:
“Se fosse para fazer intervenção eu não estaria conversando com vocês. Marília virou notícia nacional (...) dos 63 deputados federais do PT ela já tem o apoio da maioria.”

O encontro estadual acontecerá em Recife no próximo dia 10 de Junho onde cerca de 300 delegados irão votar pela manutenção da candidatura própria ou aliança com o PSB. O Blog Gota D'Água fará a cobertura do encontro.

Postado por Daniel Filho
Blog: Blog Gota D'Água


0 comentários:

Postar um comentário