quinta-feira, 8 de março de 2018

Homem simulou acidente e matou mulher no Ceará para receber R$ 1 milhão de seguro, diz polícia

Segundo revelou o delegado responsável pelo caso, ele receberia o valor de R$ 1 milhão pela morte da cônjuge.

O homem suspeito de matar a mulher em Aurora, no Ceará, e ter simulado um acidente de trânsito cometeu o crime para receber um seguro em nome do casal, segundo revelou nesta quinta-feira o delegado responsável pelo caso, Felipe Marinho. Conforme o delegado, ele receberia o valor de R$ 1 milhão pela morte da cônjuge.

Erivan de Lima usou uma barra de ferro e contou com auxílio de um outro homem para executar Maria Aparecida de Lima Ferreira Rangel, de 40 anos, e simular o acidente. Os dois estão presos em Aurora.

"Na quebra de sigilo bancário foi identificada essa apólice de seguro, assinada em 6 de novembro de 2017", diz o delegado Marinho.


"As investigações demonstraram, por vários elementos, que de fato a Maria Aparecida de Lima Ferreira Rangel não foi vítima de um acidente e sim foi morta pelo seu próprio marido. Perícias médicas corroboraram", completa o policial.

Segundo Juliano Marcula, delegado regional de Juazeiro do Norte, a mulher estava com um ferimento na cabeça provocado por objeto contundente. “A versão do acidente dada por ele foi muito estranha, já que ele não teve nenhuma lesão, apenas a mulher, e só na cabeça da mulher, (feita) por um objeto contundente”, disse o delegado.

Outros fatores também fizeram com que a polícia desconfiasse da versão do marido. “Ele não foi ao velório, nem ao enterro, e dias depois apareceu já com advogado na delegacia.”
Por G1 CE


0 comentários:

Postar um comentário