Publicidade

18 milhões a pagar: Cofres do Flamengo sofrem com jogadores já fora do clube

André Santos tem mais de R$ 2 milhões a receber do Flamengo

O departamento de futebol do Flamengo ainda tem contas a acertar em 2015 com jogadores que não defendem mais o clube. Frutos de acordos realizados nesta temporada, altos valores serão pagos a André Santos, Carlos Eduardo e Elano, que somados custarão quase R$ 3 milhões no próximo ano aos cofres rubro-negros. O trio faz parte de uma longa lista de débitos.

André Santos, que teve o contrato rescindido unilateralmente pelo clube, tem a receber R$ 2.053.856,00 em 2015. Com o empréstimo encerrado, Carlos Eduardo acertou o parcelamento dos atrasados e R$ 485.942 serão pagos ao jogador ano que vem. Elano, que rescindiu amigavelmente seu contrato, ainda tem direito a R$ 434.379,00.

Ao todo, são R$ 18.002.750,00 a serem recebidos pelos credores. Ibson, que deixou o Flamengo em 2013, por exemplo, ainda vai receber em 2015 o valor de R$ 2.112.500,00, o recordista da lista divulgada no orçamento para o ano que vem.

São 18 credores, além de um item de renegociação de dívidas operacionais, com previsão de R$ 8 milhões. Na lista, ainda há uma dívida com Romário, que defendeu o Flamengo de 1995 a 1999 e custará em 2015 ao clube o valor de R$ 1.975.680,00, e Liedson, com R$ 505.260,00 a receber.

O empresário Eduardo Uram, responsável pela carreira de Léo Moura e dono da Brazil Soccer, também tem valores a receber do Flamengo. Segundo orçamento de 2015, a previsão é de R$ 1.220.697,00 para abater dívidas com o agente referente a empréstimos no passado. O lateralrenovou nesta última sexta-feira seu contrato para defender a equipe no Carioca 2015.

Essa conta ainda pode aumentar. O Flamengo vem negociando com o empresário Bruno Paiva a rescisão de contrato do goleiro Felipe, que vai até o fim do ano que vem, ou o seu repasse a outro clube. No entanto, o clube precisa quitar uma dívida de R$ 1 milhão com o jogador.

- Estamos em contato direto com o empresário dele. O Flamengo vai quitar tudo que for devido e acordado. Estamos estudando, mas vamos chegar a um acordo - afirmou o vice-presidente de futebol, Alexandre Wrobel.

Curiosamente, o nome de Felipe também aparece na lista de credores, mas não diretamente. Ele está atrelado a Olé Brasil (R$ 8.533,00), Think Ball (R$ 47.408,00), Mamabru (R$ 238.692) e Bragantino (R$ 83.201), agentes e donos de direitos sobre o jogador, totalizando R$ 377.834,00.

Além de Felipe, outro jogador do grupo atual aparece na lista. O volante paraguaio Cáceres, segundo o documento, tem R$ 266.670,00 a receber em 2015 além de seus vencimentos.

Por Thales Soares
Globoesporte Rio de Janeiro

Comentários

Publicidade