Publicidade

Para Humberto, política de cortes de Temer afeta camada mais pobre da população

Humberto também voltou a criticar a proposta que derruba a garantia de verbas mínimas vinculadas às áreas da saúde e educação (Foto: Alessandro Dantas/Liderança do PT)

O líder do governo Dilma Rousseff no Senado, Humberto Costa (PT-PE), acusou a ampliação da política de cortes de programas e investimentos planejada pelo governo interino de Michel Temer (PMDB) de um "filme de terror sem fim". A equipe do peemedebista deve enviar ao Congresso Nacional uma proposta para cortar programas sociais de famílias que recebem mais de um benefício. Segundo Humberto, é um ato deliberado contra as parcelas mais pobres da população.

Pela proposta, famílias que recebem o Bolsa Família, por exemplo, não poderão se valer de outros programas - como o do Benefício de Prestação Continuada (BPC), que auxilia pessoas com deficiência ou o do Seguro-Defeso, que garante recursos para pescadores durante o período de proibição da pesca - mesmo que a renda continue dentro do perfil dos programas e as famílias vivam abaixo ou na linha da pobreza.

“Muitas vezes, a família vive em condição de vulnerabilidade e precisa do auxílio do governo para ter condições mínimas de sobrevivência. Tirar dessas famílias a oportunidade de uma vida mais digna, mesmo que elas preencham todos os requisitos para serem beneficiárias, é algo deplorável e desumano”, afirmou o senador.

Humberto também voltou a criticar a proposta que derruba a garantia de verbas mínimas vinculadas às áreas da saúde e educação. O projeto foi apresentado na última semana ao Congresso Nacional. “O presidente golpista e ilegítimo tem apresentado uma agenda retrógrada e destrutiva para o Brasil, que pune a população mais pobre do país. Mas não se poderia esperar algo diferente de alguém que não tem qualquer apreço pelas regras democráticas e que não teve um voto sequer para ocupar a cadeira onde hoje está sentado por meio de um golpe", criticou Humberto.

Assessoria de Imprensa Senador Humberto Costa

Comentários

Publicidade