segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Petrolândia: Eleição de 2018 sem Lula é fraude eleitoral, diz presidente da CUT-PE, em entrevista ao Blog de Assis Ramalho e à Web Rádio Petrolândia


Carlos Veras também criticou Ministro das Minas e Energia: ''O que o ministro Fernando Filho quer fazer com a população nordestina, com o povo da região de Itaparica, é de uma desumanidade muito grande ao querer vender o rio São Francisco para os chineses''.


Na última sexta-feira (15), Petrolândia sediou o Fórum Social em defesa das águas e do rio São Francisco e contra a privatização da Chesf. O evento contou com a participação da II Caravana Popular pela Democracia.

Em entrevista ao Blog de Assis Ramalho e a Web Rádio Petrolândia, o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) em Pernambuco, Carlos Veras, saiu em defesa da candidatura do ex-presidente Lula à Presidência da República e teceu duras críticas ao ministro das Minas e Energia, Fernando Filho. Também afirmou que a CUT vai denunciar todos os políticos votados no Sertão de Itaparica, que, segundo ele, são golpistas ou "se somaram ao golpe".

"Nós não podemos aceitar que se faça uma eleição sem que Lula seja candidato, porque não seria eleição, seria uma fraude. Eles querem tirar a principal liderança do conjunto dos trabalhadores, a eleição de Lula seria a maneira de anular os atos feitos pelo governo Temer que acabaram com os direitos dos trabalhadores e que têm feito a população passar fome. Não é à toa que muitas mulheres estão lotando os hospitais do Recife, pessoas que se queimaram usando álcool para poder cozinhar, que não conseguem mais comprar um botijão de gás, fruto desta política econômica do desgoverno do Temer. Lula é o candidato que está na frente das pesquisas, os eleitores querem votar nele. Há uma grande tentativa de manchar a reputação do ex-presidente de todas as formas, a ponto de quererem inventar agora uma condenação. Isso seria um jeito de cassar o voto de milhões de brasileiros, mas em 2018 vamos acertar as contas com um cara golpista, ladrão e assaltante dos direitos da classe trabalhadora", declarou Veras, que também não poupou críticas ao ministro das Minas e Energia, Fernando Filho.

''O que o ministro Fernando Filho quer fazer com a população nordestina, com o povo da região de Itaparica, é de uma desumanidade muito grande ao querer vender o rio São Francisco para os chineses. E o incrível é a gente ver ele dizendo por aí que Pernambuco tem que mudar. Mudar com um golpe? Pernambuco tem que mudar, mas não para pior. Eles estão cortando os direitos dos trabalhadores, mas o sentimento que estamos vendo nesta caravana, é um sentimento do povo, de fazer com que a luta permaneça''.

Carlos Veras ainda acrescentou que a CUT vai denunciar todos os políticos votados no Sertão de Itaparica, que, segundo ele, são golpistas ou "se somaram ao golpe".

''Estamos de olho e vamos denunciar todos eles. Inclusive vamos fazer calendário com as caras deles, vamos fazer outdoor, porque é bom lembrar que os políticos desta região aqui, deputados e senadores, todos votaram a favor do impeachment, e o que não votou a favor do impeachment, se somou ao golpe. Então, aqui tem os golpistas e os que se somaram ao golpe. Então, esses políticos aqui dessa região, são culpados pelo povo brasileiro estar sofrendo tanto, são eles que estão tirando nossas conquistas", finalizou o dirigente sindical.

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos: Tony Xavier


0 comentários:

Postar um comentário