quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Petrolândia: Ex-vereador Rogério Novaes comenta problemas dos perímetros irrigados e o cenário político e administrativo do município, em entrevista a Assis Ramalho (Áudio)


Fotos: Lúcia Xavier



O produtor rural e ex-vereador de Petrolândia Rogério Novaes (PSD) concedeu entrevista, ao vivo, a Assis Ramalho, durante o programa Acordando com as Notícias, transmitido pela Web Rádio Petrolândia, no último dia de novembro. Na longa entrevista, com participação de ouvintes que encaminharam as suas perguntas em tempo real, Rogério comentou vários assuntos de interesse da comunidade, entre eles a próxima eleição, na qual poderá concorrer - a depender dos passos de seu primo Rodrigo Novaes -, a situação dos perímetros irrigados do Sistema Itaparica, os problemas enfrentados no Distrito Icó-Mandantes e outros temas.

Rogerio também responde a ouvinte que quis saber se há possibilidade da "dobradinha" Fabiano e Rogério, candidatos a prefeito e vice, ser repetida nas eleições de 2020.

O áudio da entrevista, na íntegra, está disponível no final da matéria.

Veja tópicos da entrevista, que durou quase duas horas.

Sobre a formação do sindicato patronal do Distrito de Irrigação do Icó-Mandantes

Seu José Maurício e Natanael [do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolândia] são duas pessoas que eu tenho respeito, mas os sindicatos estão contra a formação deste distrito. Nós estamos com um comissão desde o dia 18 de maio, quando aconteceu aquela paralisação na BR [316, entre Petrolândia e Floresta], quando a gente foi obrigado a fazer a paralisação na Transposição, por falta de pagamento de operação, manutenção e energia elétrica [pela Codevasf à empresa terceirizada Plena]. E de lá por diante foi formada uma comissão de agricultores, onde abrange todos os perímetros de irrigação de Pernambuco. Tentamos fazer com que essa comissão também chegasse ao lado da Bahia, e de lá pra cá a gente viu que havia uma necessidade de formar uma instituição para que realmente nos represente. O Sindicato dos Trabalhadores Rurais é um representante legítimo, de todos os assentamentos, porém vem deixando muito a desejar. Quando se fala de governo, todos os perímetros dependem do governo federal, e aí eles falam desse governo golpista, disso, daquilo, e, assim: se é golpista ou não, é quem está no poder. Se quem está no poder são eles, eles têm que ter a responsabilidade por nós e tem que ser cobrado. E aí, de fato, os sindicatos estão deixando muito a desejar nessas cobranças. Então, formamos essas comissões e, de lá para cá, já conseguimos formar o estatuto, conseguimos contratar o consultor do Sebrae, Zacharias, acho que é um dos melhores consultores de Pernambuco, para que nos ajudasse nessa construção do estatuto que adequasse realmente as necessidades do Icó-Mandantes. Acho que o sindicato tem medo, porque diz o seguinte "se formar esse distrito de irrigação, a partir do outro dia o agricultor irá pagar água", e não é bem assim. Essa instituição está sendo criada com o intuito de cobrar os nossos direitos que estão sendo deixados de ser cobrados e estão sofrendo. O Icó-Mandantes, nós somos o maior produtor do município de Petrolândia e, hoje, eu acredito que já estamos perdendo para o Umbuzeirão. A gente vem com uma perda grande de produção. Nós tínhamos oito horas de água por dia e hoje tem setores que têm uma hora, uma hora e meia, então não conseguem produzir.

Perímetros de irrigação sucateados

Nós estamos com os perímetros de irrigação que estão completamente sucateados, e veio recurso para ser feita a revitalização desses perímetros, em 2013. Mudança de sistema de irrigação, que seria por microgotejamento, um equipamento mais moderno e mais econômico. Esses recursos vieram via Codevasf, só que aí é o que eu falo: o sindicato é quem é o nosso representante, que poderia estar acompanhando esse recurso. Hoje, se você fizer essa pergunta ao sindicato, ele vai dizer que não sabe onde esse recurso entrou. Um valor absurdo, um valor de R$ 284 milhões, e o que foi feito, na época, chama-se a operação e manutenção, que hoje a gente está pagando muito caro. Perfurações de vários tubos, bombas supersucateadas, até com a pouca vazão, porque [os equipamentos d]o sistema de irrigação do Icó-Mandantes, como de outros perímetros de Pernambuco, já ultrapassaram sua vida útil. Por exemplo, as estações de bombeamento era para ter uma vida útil de 25 anos e nós já estamos com trinta. Então já passou cinco anos de vida útil, quer dizer que está indo mesmo com a barriga.

Mensagem a José Maurício e Natanael

Quero deixar aqui uma mensagem a seu José Maurício e Natanael, que ao invés de serem contra, que se unam a nós. Quando eles falam que o governo de lá [Brasília] está com as portas fechadas para os sindicatos, por isso que eles estão tendo essas dificuldades de fazer algo para os agricultores, enquanto as portas deles se fecham, a gente tenta abrir uma janela com o próprio agricultor.

Falta de Orçamento para os perímetros irrigados para 2018 por parte do governo federal


A situação fica mais crítica, porque não temos ainda um orçamento para o próximo ano. Esse ano ainda teve orçado R$ 45 milhões, que seria em média R$ 75 milhões para operacionalizar e manter o perímetro de irrigação de Itaparica, e só foi feito R$ 45 milhões pelo governo. E no próximo ano a gente não tem um centavo de orçamento. Então, estamos tentando forçar essas comissões que estão unidas, estamos tentando uma conversa mais chegada com o próprio presidente da Codevasf, com o próprio Ministro da Integração Nacional, com o pessoal da Chesf, para que a gente possa ter uma decisão, porque senão vai ficar pior. Se você chegar no [Projeto] Fulgêncio, o contrato de operação e manutenção se acaba agora em dezembro. O nosso, em fevereiro. Então, não tem recurso destinado para essas situações, e isso nos preocupa. Então é hora de nos unirmos, não é hora de sindicato ficar de um lado e o agricultor ficar do outro. Então, deixo um recado e um abraço para Zé Maurício e para Natanael, e deixo claro que a Comissão do Icó-Mandantes está de portas abertas para sentar e conversar com eles e a gente possa alinhar as conversas e buscar o que mais interessa, que é voltar a produzir, como a gente já produziu, e tirar essas dificuldades do nosso povo.

Falta de mandato político não impede Rogério e Fabiano em trabalhar em prol de Petrolândia

Tanto eu como Fabiano [Marques, ex-vereador], a gente costuma dizer que aqui é nossa cidade, a gente nasceu aqui e quer morrer aqui, mas também a gente quer cuidar dela e fazer o melhor possível. Então, não é porque não temos mandato que iremos deixar Petrolândia ir ao caos total. Se a gente puder fazer algo, a gente não vai deixar de fazer de maneira alguma. A gente vai tentar buscar sempre o melhor para a nossa cidade. Quando a gente diz no slogan que "Petrolândia pode mais", é porque justamente é a nossa realidade. Petrolândia pode e pode muito mais. Agora, faltam os olhos de um bom político e aí a gente sabe que[a cidade] vem sendo administrada há mais de 20 anos por duas famílias, e aí fica difícil que Petrolândia se deslanche e volte a crescer novamente.

Perguntado por ouvinte se será candidato a deputado estadual em 2018

Olha, é como diz aquele velho ditado "o futuro a Deus pertence". A gente está terminando o ano de 2017, estamos fazendo nosso trabalho voluntariamente, fazendo o que pode para o nosso município, através de representações, e se houvesse uma situação de conforto para que a gente saísse candidato a deputado, e se o povo quiser, se achar que tem que ter uma representação dentro de Petrolândia, eu estou pronto para tudo nessa vida. Já nasci pronto. Pelo meu povo de Petrolândia, pelo Icó-Mandantes, especificamente, eu estou pronto para tudo.

Rogério fala sobre a possibilidade do deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD) ser vice na chapa de Paulo Câmara ou candidato a deputado federal, ao justificar que só será candidato a deputado se seu primo almejar um novo cargo na próxima eleição

Depende da situação de nossos políticos. Quem sabe que Rodrigo não pode ser um vice [na chapa de Paulo Câmara, candidato a reeleição], uma coisa diferente, Deus é quem sabe. Mas a gente tem um grupo político, onde as decisões são tomadas em conjunto, têm que ser analisados em várias situações, mas se você me perguntar se eu tenho vontade [de ser candidato a deputado], não. Mas, estou pronto para que a gente possa ver o que é que o nosso povo realmente quer e necessita, e se realmente sou eu essa pessoa que o povo deseja que isso aconteça de fato. Porém, poderia [sair outro candidato] dentro do grupo, poderia ter um Fabiano [Marques], que já recebeu várias propostas para ser um candidato a deputado estadual, caso acontecessem outras situações. Mas, a gente está muito focado para buscar o melhor para Petrolândia, e focado neste trabalho de base, para que a gente possa amanhã mostrar a Petrolândia que ela pode mais.

Rogério diz estranhar as críticas ao governo de Ricardo Rodolfo (PR) e o silêncio do mesmo público que o elegeu, após Janielma Souza (PSB) ter assumido a prefeitura com a renúncia do ex-prefeito

Com dois meses de trabalho de Ricardo você via várias críticas em redes sociais, aí quando você puxava essas críticas, 70%, 90%, eram das próprias pessoas que o colocaram lá. Jane já tem quatro meses como prefeita e essas mesmas pessoas não estão mais criticando, e a situação continua a mesma. Então, a gente não entende como é esse sistema de Petrolândia, porque eu vou ser sincero: eu tiro o meu chapéu para os dois primeiros meses do trabalho de Ricardo, porque pelo menos ele foi visitar todas as comunidades do nosso município. Foi o único prefeito a ter feito isso. Então, a gente já estava começando a ver que iria ser uma gestão diferente. Agora, se não aguentou certas pressões, certas situações, isso a gente não pode tocar no assunto, porque ele é quem sabe realmente o que passou e o que fez ele deixar esse mandato, mas eu vou deixar aqui que as pessoas que o criticavam, que voltem a criticar novamente, porque melhoras eu não estou vendo.

Rogério comenta as articulações para apoio nas eleições do próximo ano

Como você disse, os políticos, inclusive os de Petrolândia, gostam de dizer: eleições de 2018, eu só falo em 2018. Eu, não. Eleições de 2018 eu já estou vendo desde 2014, quando votamos neles. Rodrigo [Novaes] hoje é um destaque no estado. Pra mim e para muitos ele é o deputado mais atuante, principalmente, na área do Sertão. Se você for analisar, for acompanhar o histórico de projetos de lei, agora mesmo teve a do Estatuto da Pessoa com Câncer, CPI da Faculdade, várias coisas que ele fez em prol de Pernambuco e em prol do nosso povo. Eu sempre costumo dizer que a voz do Sertão chama-se Rodrigo Novaes. Então, pra mim é o deputado mais atuante do Estado de Pernambuco, se tem outro eu não conheço. Então, com certeza, eu estarei com Rodrigo mais uma vez, será pela terceira vez. Eu brinco com ele dizendo "você não gosta de atender meu telefone, mas mesmo assim, se você pedir para eu não votar em você, eu ainda voto". Ele é um político que olha para nós, é um político que se você chamar ele na sua casa para tomar um café da manha, ele vai, em qualquer tempo.

Perguntado se há possibilidade de sair candidato a deputado estadual concorrendo com Rodrigo Novaes, Rogério afirma que a possibilidade é zero.

Jamais eu faria isso. Eu iria atrapalhar uma coisa que não é aplaudida somente por mim e sim por todo povo. Eu acredito que hoje, aqui dentro de Petrolândia, se dissesse assim "Rodrigo não vai ter apoio de nenhum político, vai vir sozinho", olhe lá se ele não sairia majoritário [mais bem votado no município].

Rogério fala sobre apoio a deputado federal em 2018

Sobre apoio para [deputado] federal, é como eu te falei, eu costumo olhar para quem correspondeu com situações. O nosso deputado Zeca Cavalcanti [PTB], independentemente de qualquer situação que se diga, eu acho que dentro de Petrolândia foi o mais atuante. Hoje, por emenda parlamentar dele, nós temos uma retroescavadeira dentro do Icó-Mandantes, já trabalhando. Teve emenda para o Posto [de Saúde] do Bairro Nova Esperança, mas não sei se o recurso foi utilizado, porque você sabe, prefeito quando vem recurso de deputado de oposição, prefere perder do que aplicar, o que para mim é uma tolice, porque ele [Zeca Cavalcanti] não teve votos aqui? Então, nada mal que ele traga recursos para o bem da comunidade. Também estão vindo duas máquinas para o nosso município, por emenda de Zeca Cavalcanti, e aí eu lhe pergunto: qual foi o outro deputado que fez uma ação federal aqui dentro do nosso município? Então, pra mim está definido: para deputado federal é Zeca Cavalcanti.

Rogério responde a ouvinte sobre o possível apoio na eleição futura ao governo do Estado

Aí, eu digo para o ouvinte que o cenário lá em cima quem tem que resolver primeiro são eles. Primeiramente não sabemos nem quem são os candidatos. O nosso último candidato foi Armando Monteiro [PTB], mas ele pode ou não, sair candidato ao governo do estado. Tem Paulo Câmara, que é ligado a Rodrigo, porém não correspondeu em momento algum aqui para Petrolândia. Eu não vejo trabalho nenhum de Paulo Câmara voltado para o nosso município. Nós estamos tentando marcar uma audiência com ele, para que veja a situação dos perímetros irrigados, porque também é um dever do Estado. O que os perímetros trazem de renda para o Estado é grande, é enorme, e até hoje a gente não conhece nada do governo do Estado dentro do nosso perímetro. A gente fala de estrada, que sabemos que é de inteira responsabilidade do município. Porém, [o Estado] poderia fazer uma parceria com o próprio município, e fazê-la. Então, temos que ver quem realmente são os candidatos. Tem Marília Arraes que pode se juntar com A, tem Armando que pode se juntar com B, então ainda não foi desenhada a conjuntura.

O ex-vereador reclama do secretário municipal Rogério Viana [Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agricultura] 

Soube que o Secretário Rogério Viana sentou essa semana com a vaqueirama de Petrolândia, e todos sabem que o esporte em Petrolândia vem deixando muito a desejar, e os esportes mais praticados no Sertão, aqui na nossa região, se chama futebol e vaquejada. E, ontem à noite, quando foi anunciado que eu vinha aqui para o seu programa na rádio, eles entraram em contato comigo para que eu tocasse nesse assunto. É que eles querem que seja liberado o Parque de Vaquejada, para eles realizarem treinamentos. Ele se sentaram com o secretário que disse que não pode ser feito por custo financeiro de energia, e a gente fica triste com uma situação, feito essa por que a vaqueirama está revoltada, e eu acho que ele tem que reavaliar e rever.

Rogerio responde a ouvinte que quis saber se há possibilidade da "dobradinha" Fabiano e Rogério, candidatos a prefeito e vice, ser repetida nas eleições de 2020

Quem vai dizer isso é o povo. É como eu falei, "o futuro a Deus pertence", e o povo lá na frente é quem vai dizer. O trabalho continua, Fabiano é meu amigo particular, eu costumo dizer que antes de mim, para vereador, eu votei nele. Como presidente da Casa, você me acompanhou, Assis, nos dois primeiros anos eu peguei no pé daquele 'cabra', pegando mesmo, e a gente não achou irregularidades, como se diz no dia a dia dentro do município, e o próprio Tribunal de Contas [TCE-PE] mostra que foi uma das poucas Câmaras do Estado de Pernambuco que teve suas contas aprovadas sem ressalvas. Então, ele mostrou que sabe administrar. Fabiano aprendeu a fazer política com quem sabia fazer política, com quem desenvolveu parte de Petrolândia, ele herda isso, mas dizer hoje que essa dobradinha irá acontecer (em 2020), é muito cedo. O que eu sei é que a gente está junto, se fosse hoje a gente estaria junto. Nós estamos mostrando que continuamos com o mesmo compromisso com o povo e continuaremos.

Rogério Novaes ainda falou sobre vários assuntos pertinentes ao município de Petrolândia e respondeu outras várias perguntas de ouvintes. Ouvir áudio na íntegra>Assis Ramalho entrevista Rogério Novaes

Redação do Blog de Assis Ramalho
Fotos Lúcia Xavier/BlogAR)


0 comentários:

Postar um comentário