Publicidade

Frases do dia 14/05/2015: Coletânea IHU Online


Distritão

“Os cultos evangélicos, aos quais Eduardo Cunha está ligado, beneficiam-se com o distritão porque produzem grandes votações individuais e não lhes agrada transferir votos para eleger companheiros de partido alheios, se não mesmo contrários, à sua corrente” – Janio de Freitas, jornalista – Folha de S. Paulo, 14-05-2015.

Mínimo circulo

“O que está em jogo não são apenas o poder e os objetivos de Eduardo Cunha e dos chefes evangélicos. São problemas, inquietações, a moralidade e a ordem política, e o decisivo Poder Legislativo do país. Muita coisa essencial. E tudo vai se decidir em um mínimo círculo de influência em Brasília? É o que se vê” – Janio de Freitas, jornalista –Folha de S. Paulo, 14-05-2015.

Representação

“Os brasileiros nunca dispuseram de suficientes representações, por meio de entidades e forças associativas cujo conjunto é a chamada sociedade civil. Mal ou nada representados pelos partidos políticos, com raríssimas e transitórias exceções, no último meio século a representação exponencial ficou com a OAB, a CNBB e a ABI. E esteve bem entregue, como também com suas coadjuvantes” – Janio de Freitas, jornalista – Folha de S. Paulo, 14-05-2015.

OAB e CNBB

“No presente, a OAB organizou suas propostas de reforma. A CNBB fez e continua trabalhando as suas. Não lhes falta consciência do momento, pois. Nem das próprias responsabilidades. Mas propostas não avançam sozinhas”– Janio de Freitas, jornalista – Folha de S. Paulo, 14-05-2015.

Faoro

“A OAB do inesquecível Raymundo Faoro estaria nos jornais, nos auditórios, na batalha” – Janio de Freitas, jornalista – Folha de S. Paulo, 14-05-2015.

CNBB em tempos de Francisco

“A CNBB, em contradição com estes tempos estimulantes de papa Francisco, parece que se deixa inibir por questões pontuais, como o aborto, diante de um horizonte de relevâncias” – Janio de Freitas, jornalista – Folha de S. Paulo, 14-05-2015.

ABI

“A ABI há tempos partidarizou-se e, como consequência típica da corrente política que a dominou, perdeu-se na luta de facções provenientes do PCB” – Janio de Freitas, jornalista – Folha de S. Paulo, 14-05-2015.

Inação

“Hoje, a inação é a regra nacional para a sociedade civil. O que quer dizer mãos livres, mas não necessariamente mãos limpas, para ambições e ousadias depositadas em ilhas de influência e poder, que as amplificam por falta de contraste cívico e de civilidade. O que aconteceu? Por que isso? Não sei e não conheço explicação convincente, ainda que um pouco” – Janio de Freitas, jornalista – Folha de S. Paulo, 14-05-2015.

Atraso e lixo

“O Brasil conheceu a universidade com 200 anos de atraso em relação a seus vizinhos. O educador Anísio Teixeira (1900-1971) escreveu em 1969: "A história da ideia de universidade no Brasil revela uma singular resistência do país em aceitá-la". No século do conhecimento e da inovação, o Brasil mudou de escala. Optou por jogar as universidades no lixo” – Paula Cesarino Costa, jornalista – Folha de S. Paulo, 14-05-2015.

Resultados

“Os esforços do governo para reduzir as incertezas políticas e econômicas começam a produzir resultados” – Antonio Delfim Netto, economista – Folha de S. Paulo, 13-05-2015.

Temer

“Parece difícil recusar a hipótese que a coordenação política exercida por Michel Temer vai adquirindo mais musculatura e será fundamental no futuro” – Antonio Delfim Netto, economista – Folha de S. Paulo, 13-05-2015.

A desinibida da Lagoa

“Aconteceu, ontem, naquele sinal da Av. Epitácio Pessoa após a saída do túnel Rebouças, que demora a abrir, na Lagoa, no Rio. Cansada de esperar, uma mocinha, de uns 20 anos, apelou. Levantou a saia e exibiu a calcinha na direção dos carros. Funcionou. O trânsito ficou lento, e ela conseguiu atravessar” – Ancelmo Gois, jornalista – O Globo, 13-05-2015.

E mais...

“A turma ao lado riu, e a desinibida: “Tenho médico e estou atrasada”. Caraaaaaaamba” – Ancelmo Gois, jornalista – O Globo, 13-05-2015.

Foto: IHU Online

Comentários

Publicidade