quarta-feira, 18 de julho de 2018

Flamengo confirma a liberação de Guerrero e peruano pode enfrentar o São Paulo na noite desta quarta


A resposta que o Flamengo esperava sobre Paolo Guerrero, enfim, chegou nesta quarta-feira. Horas antes do duelo contra o São Paulo, marcado para 21h45 (de Brasília), no Maracanã, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, o clube recebeu o ok da Corte Arbitral do Esporte (CAS) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) de que o atacante peruano está apto a entrar em campo.
Tabela do Campeonato Brasileiro Série A

No seu Twitter oficial, o Flamengo publicou um gif para anunciar que seu matador estará em campo.

O clube recebeu um email do CAS com liberação para Guerrero atuar, na manhã desta quarta-feira. A mensagem foi enviada para o jurídico da CBF. Assim, o camisa 9 poderá ser escalado pelo técnico Maurício Barbieri para entrar em campo. O jogador já estava relacionado para o confronto desde terça-feira.

Suspenso por doping no ano passado, o atacante disputou a Copa do Mundo de 2018 graças a um efeito suspensivo dado pelo Tribunal Federal de Lausanne, na Suíça.

Guerrero se reapresentou ao Flamengo no início de julho depois de cair na primeira fase do Mundial. Desde então, vem lidando com a indefinição sobre seu futuro no clube. Muito por conta de sua condenação por doping, mas também pelo fim do seu contrato, que vai até 10 de agosto.

Relembre o caso

Guerrero foi punido por um ano de suspensão pela Comissão Disciplinar da FIFA em 8 de dezembro do ano passado depois de testar positivo para benzoilecgonina, após consumir chá de coca no hotel em que ficou hospedado com a seleção peruana, que estava concentrada para o jogo contra a Argentina pelas Eliminatórias da Copa, em 5 de outubro. Ainda em dezembro do ano passado, o Tribunal de Apelação da FIFA diminuiu a pena para seis meses. Mesmo assim, a defesa do jogador acionou o CAS (Corte Arbitral do Esporte) porque queria "ficha limpa".

O atacante já havia voltado aos campos, participado de três jogos e marcado um gol, quando teve sua pena aumentada para 14 meses pelo CAS, em maio. Na véspera da Copa, o peruano recebeu um efeito suspensivo da Justiça suíça e foi liberado para jogar a Copa na Rússia.

Extra-RJ


0 comentários:

Postar um comentário