quarta-feira, 14 de junho de 2017

Entidades se unem no combate ao trabalho infantil nas feiras livres de Petrolina


A feira do José e Maria foi o local escolhido, na segunda-feira (12), para o início de uma campanha encabeçada pela Prefeitura de Petrolina, em parceria com outros órgãos de defesa das crianças, para reduzir a exploração de mão de obra infantil na cidade. Intitulada "Petrolina diz não ao trabalho infantil", a iniciativa vai levar equipes para sensibilizar feirantes sobre o verdadeiro lugar da garotada, que é na sala de aula.

No primeiro dia da campanha, crianças e adolescentes do José e Maria participaram de atividades culturais, lúdicas e jogos para estímulo da criatividade. Ainda foi assinado um termo de compromisso com os feirantes da região para evitar a exploração do público infantil. O projeto teve início no José e Maria e em seguida, vai para outras feiras da cidade, além de atuar nos pontos de festa junina e nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS).
Presente ao lançamento da campanha, o prefeito Miguel Coelho destacou a importância da atuação contínua e da união de entidades para sensibilizar as famílias sobre o combate ao trabalho infantil. "O papel da criança é estar na sala de aula ou num ambiente de lazer, não trabalhando numa feira livre. Esse é um desafio não apenas da Prefeitura mas do Judiciário, do Legislativo, enfim, de todas as esferas de representatividade da sociedades, pois estamos tratando de um público vulnerável e que representa o futuro de nosso país."

A campanha é desenvolvida pela Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. As ações contarão com apoio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS); Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agrário; Conselho Tutelar; Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente, do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Procuradoria do Trabalho e Câmara de Vereadores.

Texto: Júnior Vilela/Assessoria da Prefeitura Municipal de Petrolina


0 comentários:

Postar um comentário