sexta-feira, 26 de maio de 2017

Juíza é agredida durante audiência no Fórum em Alagoas

Polícia Civil foi acionada após homem surtar e tentar agredir juíz durante audiência em Maceió (Foto: Ricardo Oliveira/G1)

A juíza Nirvana Coêlho de Melo foi agredida durante uma audiência de guarda, na tarde desta quinta-feira, 25, no Fórum do Barro Duro. Informações repassadas pelo presidente da Associação dos Magistrados de Alagoas (Almagis), juiz Ney Alcântara, um homem, de identidade não informada, atirou objetos de vidro na magistrada e só não a agrediu de forma mais contundente porque foi contido por advogados e pelo seu próprio pai, que acompanhava a audiência.

Ainda segundo informações do presidente da entidade, acusado foi preso e, dependendo de sua intenção, o delegado do caso definirá como será autuado. “Precisamos saber se ele tinha intenção de matar a juíza, machucá-la ou ameaça-la em suas funções por causa da decisão tomada em audiência”, disse o magistrado em entrevista à TV Pajuçara.

O que se sabe é que o agressor teria ficado enfurecido com a decisão da juíza e, ao ser questionado após o fato, ele ainda disse que estava correto em suas atitudes. Foi hostil com os juízes que foram ao local se solidarizar com Nirvana Coêlho e tentou se justificar afirmando que possui problemas psiquiátricos. “Se ele possui problemas psiquiátricos deveria ser acompanhando por profissionais especializados. Este cidadão tem histórico de violência familiar e já chegou a agredir os próprios filhos na escola”, acrescentou Alcântara.

O presidente da Almagis disse que a juíza estava inicialmente muito nervosa, no entanto, não se feriu. Ela está sendo ouvida pelo delegado.

Alagoas 24 Horas


0 comentários:

Postar um comentário