Publicidade

Frases do dia 08/05/2015: Coletânea IHU Online


Vazio

“Eduardo Cunha está mandando no país não apenas por conta de sua esperteza e sua truculência. Ele ocupa o vazio aberto pela renúncia de PT e PSDB a si mesmos” – Luiz Fernando Vianna, jornalista – Folha de S. Paulo, 08-05-2015.

Polícia, não política

“O vazio da política - entendida como disputa de ideais e projetos - é o terreno onde vicejam os partidos de aluguel, os chantagistas, os surrupiadores, os fascistas. Em suma, a camarilha da Câmara. Não por acaso, se quisermos nos livrar de Cunha, dependeremos da polícia, não da política” – Luiz Fernando Vianna, jornalista – Folha de S. Paulo, 08-05-2015.

Seca

“O cenário é desolador por causa do derretimento da economia, mas também, e, em boa parte, pela seca de inteligência” – Luiz Fernando Vianna, jornalista – Folha de S. Paulo, 08-05-2015.

Mutação...

"A oposição não tem mais esperanças de derrubar os demais pontos do ajuste fiscal de Dilma, mas vai expor ao máximo o PT para tentar cristalizar o desgaste do partido com sua base” – Vera Magalhães, jornalista – Folha de S. Paulo, 08-05-2015.

... genética

“PSDB e DEM acham que as medidas amargas na economia são um passo importante para fragilizar o DNA social do PT e encerrar o domínio da sigla nas classes de renda mais baixa” – Vera Magalhães, jornalista – Folha de S. Paulo, 08-05-2015.

Coerência

"O PDT, sim, manteve sua coerência com os trabalhadores. Sempre deixamos nossa posição clara, não enganamos ninguém” – Carlos Lupi, presidente do PDT, sobre a bancada do partido ter votado contra o governo no ajuste fiscal, apesar de controlar o Ministério do Trabalho – Folha de S. Paulo, 08-05-2015.

Que tal?

“Membros do governo consultaram a Força Sindical sobre a possibilidade de Vagner Freitas, presidente da CUT, assumir o Ministério do Trabalho” – Vera Magalhães, jornalista – Folha de S. Paulo, 08-05-2015.

2018. Cunha, Calheiros, Temer

“Cunha, Calheiros e Temer lideram sublegendas do PMDB, todos os três calculando a seu modo como caminhar sobre as ruínas do governo petista até 2018, sem tropeços que atrapalhem projetos de poder presidencial, plano inédito no partido em quase 30 anos, oportunidade proporcionada pelo PT, saudações. Cunha seria o candidato do PMDB-Oposicionista A, Calheiros poderia inventar José Serra, ora PSDB, como candidato do PMDB-Oposicionista B, e Temer seria o nome do PMDB-Governista” – Vinicius Torres Freire, jornalista – Folha de S. Paulo, 08-05-2015.

Fonte: IHU Online

Comentários

Publicidade