quinta-feira, 1 de junho de 2017

Projeto estimula o uso de plantas medicinais no tratamento de doenças no Sertão de PE

Projeto é desenvolvido por estudantes, com a orientação da professora Flávia Cartaxo; entre as plantas medicinais cultivadas na horta do projeto, estão: alecrim, hortelã, manjericão, erva-cidreira, malvão e capim-santo.

Resgatando um costume antigo e valorizando os bens naturais, o projeto 'Plantas medicinais: Multiplicando Saúde', desenvolvido no Instituto Federal Pernambucano (IF Sertão -PE), campus Petrolina Zona Rural, no Sertão de Pernambuco, busca estimular o uso e o cultivo de plantas medicinais no tratamento de doenças, na região. A iniciativa consiste na distribuição de ervas e mudas à comunidade, criação de hortas e em orientações sobre o uso das plantas junto à população.

O projeto conta com a participação de estudantes bolsistas do curso de Agronomia e dos cursos técnicos em Agricultura e Agropecuária da instituição e contempla os campi de Ouricuri, Floresta, Salgueiro e Petrolina do IF Sertão–PE e comunidades rurais da região.


Para a professora e orientadora do projeto, Flávia Cartaxo, a receptividade da população em relação à iniciativa é positiva. “A receptividade para instalação de pequenas hortas nos quintais é muito boa. No que diz respeito ao consumo, há uma grande procura das ervas medicinais, principalmente para problemas respiratórios”, disse.


Apesar de benéficas à saúde, a substituição total de medicamentos farmacêuticos por plantas medicinais não é recomendada.

Entre as plantas medicinais cultivadas na horta do projeto, estão: alecrim, hortelã, manjericão, erva-cidreira, malvão e capim-santo. Qualquer pessoa pode adquirir as ervas e mudas produzidas.

Para o estudante de Agronomia, Teonis Batista, a iniciativa auxilia a comunidade contemplada a se beneficiar de um prática alternativa. "O projeto oferece minicursos, oficinas e palestras de preparo de xarope, chás, armazenamento de ervas medicinais e outras orientações. É de grande importância para a comunidade", ressaltou.

Projeto

O horto medicinal orgânico do Instituto Federal Pernambucano (IF Sertão -PE), campus Petrolina Zona Rural, surgiu em 2014 através do projeto de extensão 'Horta Medicinal: um resgate do saber popular'. Logo após, surgiu o projeto 'Plantas medicinais: Multiplicando Saúde'. A iniciativa já realizou a distribuição de ervas e mudas em assentamentos, escolas, creches de Petrolina, Juazeiro e Casa Nova; e em vários campi do IF Sertão-PE.

As espécies de plantas cultivadas no horto medicinal são todas regulamentadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e a produção não faz uso de agrotóxico.

Fonte de Renda

Através do projeto, pequenos produtores aprendem que o cultivo de plantas medicinais também funciona como uma fonte de renda. São feitas orientações sobre seu cultivo e o aproveitamento de pequenos espaços. “Em relação à produção comercial, o pequeno produtor ainda é temeroso, devido a cultura do cultivo de medicinais para consumo próprio”, explicou Flávia Cartaxo.

G1 Petrolina


0 comentários:

Postar um comentário