sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Agência Nacional de Águas revela vencedores do Prêmio ANA 2017

Premiação reconhece trabalhos que estimulam uso sustentável da água no Brasil. Os nove vencedores participarão do 8º Fórum Mundial da Água, maior evento do mundo sobre recursos hídricos que acontecerá em março de 2018 em Brasília.

Na noite de quarta-feira, 6 de dezembro, o teatro da Caixa Cultural de Brasília foi palco da cerimônia de entrega do Prêmio ANA 2017, a maior premiação do Brasil sobre o tema água. Os vencedores das nove categorias foram agraciados com o Troféu Prêmio ANA, uma obra feita exclusivamente para a premiação da Agência Nacional de Águas, e com uma viagem para participar do 8º Fórum Mundial da Água, que vai acontecer em Brasília de 18 e 23 de março de 2018. Esta será a primeira edição do maior evento do mundo sobre água no Hemisfério Sul. Durante o Fórum, os vencedores do Prêmio ANA 2017 poderão apresentar seus trabalhos para um público internacional. No caso das categorias de Imprensa, os vencedores terão oportunidade de cobrir o evento.

Esta edição do Prêmio ANA foi marcada pelo ineditismo: o Tocantins, que até então não havia sido contemplado no Prêmio ANA, recebeu um troféu na categoria Ensino. Trabalhos de São Paulo venceram nas categorias Empresas de Micro e de Pequeno Porte e Imprensa - Impressos e Sites. O Rio Grande do Norte também teve dois vencedores: nas categorias Governo e Pesquisa e Inovação Tecnológica. Iniciativas de Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul venceram respectivamente as categorias Empresas de Médio e de Grande Porte, Organizações Civis, Imprensa - TV e Imprensa - Rádio. Conheça aqui cada um dos trabalhos vencedores.

Outro fato inédito foi o recorde de inscrições: ao todo 608 trabalhos participaram da premiação, o que representou um aumento de mais de 34% com relação à edição de 2014, que recebeu 452 inscrições. Veja aqui a lista completa dos vencedores do Prêmio ANA 2017.


O diretor-presidente da ANA, Vicente Andreu, aproveitou a oportunidade para se despedir após quase oito anos à frente da Agência. “O Prêmio ANA é uma excelente oportunidade para que reafirmemos nosso compromisso com a água. Agradeço aos ex-diretores, ex-ministros Carlos Minc e Isabella Teixeira, ao ministro Sarney Filho e, em especial, a toda equipe da Agência Nacional de Águas por esses oito anos maravilhosos que tive a oportunidade de viver aqui. Desejo sucesso aos novos diretores e que eles cuidem bem da Agência e dos servidores”, afirmou Vicente. A cerimônia também marcou a despedida de outros dois diretores da Agência que terão seus mandatos encerrados em janeiro de 2018: João Gilberto Lotufo e Gisela Forattini.

A solenidade também contou com a apresentação do relatório de Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil 2017, publicação da Agência produzida a cada quatro anos contendo o raio X do setor de recursos hídricos em diversos aspectos, como qualidade da água, eventos críticos, usos da água, análise da gestão de recursos hídricos, entre outros.

Durante o evento foram feitas homenagens ao ex-superintendente da Rede Hidrometeorológica Nacional, Valdemar Guimarães, à observadora da Rede, Zelinda dos Santos Barreto, que atua há 57 anos em Aratuípe (BA), e a profissionais que atuam no Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó-Piranhas-Açu por proporcionarem melhores resultados de gestão da crise hídrica da região.

Promovida pela ANA com patrocínio da Caixa Econômica Federal, a premiação busca reconhecer o mérito de iniciativas que contribuam para a gestão e o uso sustentável dos recursos hídricos no Brasil, promovendo o combate à poluição e ao desperdício. Além disso, o Prêmio ANA dá destaque a trabalhos que apontem caminhos para assegurar água de boa qualidade e em quantidade suficiente para os brasileiros. A Rede Brasil de Organismos de Bacia (REBOB) apoiou o evento.

Histórico

Desde a primeira edição do Prêmio ANA, em 2006, o estado que mais venceu o Prêmio ANA foi São Paulo: oito vezes. Em segundo lugar vêm Minas Gerais e Rio Grande do Sul com quatro conquistas. Na sequência, quatro estados possuem três vencedores da premiação: Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte. Três estados nordestinos acumulam dois Troféus Prêmio ANA: Ceará, Paraíba e Sergipe. Outros seis estados têm um vencedor da premiação: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Santa Catarina e Tocantins. Conheça os vencedores de todas as edições.

Em sua primeira edição, em 2006, o Prêmio ANA teve três temas em disputa: “Gestão de Recursos Hídricos”, “Uso Racional de Recursos Hídricos” e “Água para a Vida”. À época, 284 trabalhos se inscreveram. Na segunda edição, em 2008, o tema foi único: “Conservação e Uso Racional da Água”. Na ocasião, participaram 272 iniciativas em seis categorias. Em 2010, houve 286 trabalhos inscritos no tema “Água: o Desafio do Desenvolvimento Sustentável” em sete categorias. Na edição de 2012 as sete categorias contaram com a participação de 363 trabalhos. Para o Prêmio ANA 2014 houve 452 trabalhos na disputa, que não teve um tema específico assim como a edição atual.

Ascom ANA


0 comentários:

Postar um comentário