segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Inserir a caminhada na rotina merece cuidados e atenção com a saúde

Inserir a caminhada na rotina merece cuidados e atenção com a saúde

Deixar o carro na garagem e optar pela caminhada é uma boa opção tanto para a saúde quanto ao meio ambiente. A mudança de hábito, porém, deve ser feita sempre com cuidado e atenção para alguns sinais do corpo. De acordo com o ortopedista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Agnaldo de Oliveira Jr., a primeira atitude é passar por uma consulta médica a fim de conferir o estado de saúde.

Com a liberação do médico, o próximo passo deve ser quanto ao calçado escolhido para as caminhadas diárias. Até mesmo os trajetos mais comuns, como ir ao trabalho, nunca devem ser feitos com um sapato de salto ou social, como alerta o médico. A melhor opção é o tênis.

"Quando se usa salto, a musculatura atrás da perna fica retraída, encurtando o músculo. Ao tirar o calçado, a pessoa vai sentir dor também na coxa e na coluna", afirma o médico. Assim como os sapatos de salto, Oliveira explica que os sociais também machucam por não serem confortáveis.

Mesmo com a escolha certa do sapato, o novo hábito pode desencadear ainda dores em função da retração muscular provocada pela falta de alongamento. A partir do momento em que o incômodo chega aos pés, é hora de procurar um especialista.

"Se isso ocorrer, é mais provável que seja causado por um problema de deformidade ou muscular. Neste caso uma palmilha tende a resolver", diz o especialista. Outro sinal importante para detectar algumas complicações é observar o desgaste do sapato.

"Ao constatar qualquer modificação no formato do sapato, procure um médico para verificar se há uma deformidade no pé ou se é preciso somente colocar uma palmilha", pontua o ortopedista.

Apesar destes sintomas nada agradáveis, a caminhada não deve ser excluída da rotina. "Não pare com as caminhadas. As dores são provisórias e podem ser amenizadas com o uso de sapato adequado, palmilha ou fisioterapia", salienta.

COMPLEXO HOSPITALAR EDMUNDO VASCONCELOS

Localizado ao lado do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos atua em mais de 50 especialidades e conta com cerca de 1.000 médicos. Realiza aproximadamente 12 mil procedimentos cirúrgicos, 13 mil internações, 230 mil consultas ambulatoriais, 145 mil atendimentos de Pronto-Socorro e 1,45 milhão de exames por ano. Dentre os selos e certificações obtidos pela instituição, destaca-se a Acreditação Hospitalar Nível 3 - Excelência em Gestão, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e o primeiro lugar no Prêmio Melhores Empresas para Trabalhar Saúde - Hospitais, conquistado em 2017.

Rua Borges Lagoa, 1.450 - Vila Clementino, Zona Sul de São Paulo.
Tel. (11) 5080-4000
Site: www.hpev.com.br
Facebook: www.facebook.com/ComplexoHospitalarEV
Twitter: www.twitter.com/Hospital_EV
YouTube: www.youtube.com/user/HospitalEV

TREE COMUNICAÇÃO


0 comentários:

Postar um comentário